quinta-feira, dezembro 25, 2008

Playlist

-Lisamona-"Old back the rain"
-Carlos Paredes-"Verdes Anos"
-TÁXI-"Táxi"
-Arte & Ofício-"Where yo're going tonight"
-Sugar Leaf-"Everything is so confusing"
-Virgem Suta-"Tempo com falta de tempo"
-Flirt-"Estratosfera"
-Vasco Moreira-"Quarta"
-Nabos da Púcara-"Anarquia total"
-Gritali & Os Tratantes-"Cadela mansa"
-Urban Tales-"Stronger"
-António Raposo-"Perdidamente"
-Gritali & Os Tratantes-"Não consigo compreender"

quarta-feira, dezembro 24, 2008

Rita Guerra apresentou recentemente CD + DVD na Fnac

Panda Pompoir

PANDA POMPOIR
http://myspace.com/pandapompoir




Mónica, Sex in Barcelona e Panda Pompoir são o primeiro avanço de um disco que está a ser preparado por Ricardo Pinto (letra/música/arranjos) desde 2007.

Mais do que a forma, interessam os textos, que ficam entre a crítica social aparentemente inocente "...eu aguento bem essa vida se tiver um bom design..." e a crença numa espiritualidade que se mistura com a própria fé que a convoca: " ...vem, vamos iniciar, uma nova dinastia, eu e você, e Panda Pompoir...".

A acentuação luso-brasileira, é como um passaporte para um reino fantástico, não é o Brasil, nem é Portugal. Está onde a imaginação pode chegar, enquanto território criativo, as palavras e os sons das palavras procuram-se sem fronteiras, como os sonhos. Têm sentido de humor e algumas gostam umas das outras.

A inspiração revela-se maior se ampliarmos o vão que a ventila, e o Brasil enquanto ideia, enquanto torrente cultural, é forte. Muitos dos grupos brasileiros de rock dos anos 70 servem, mais do que inspiração, uma mensagem de coragem, de energia: Raul Seixas, A Bolha, Joelho de Porco e tantos outros.

Em Portugal, Carlos Paião, António Variações e José Afonso. Porque fazem da palavra o centro e por mais simples que seja essa palavra, é onde está a força de uma canção. Por isso, a língua não é do cantor, mas sim da canção, Sex in Barcelona pediu para ser em inglês e não podia ser de outra forma.

Para a gravação em estúdio destes três primeiros temas Ricardo Pinto (voz e guitarra) e Tony Ventura (guitarra) convidaram:

Pedro Pinto [Wraygunn, Belle Chase Hotel]: bateria,
Gil Figueiredo [This is Mafia]: baixo,
Pedro Seabra [Ópera Bichus]: violino e violoncelo
Denise Gayou: voz

Ricardo Pinto: compositor da banda sonora do "Programa do Bruno Aleixo" (sic radical); compositor/interprete em guitarra portuguesa e guitarra clássica da "Ópera Bichus" para as Comemorações Oficiais do Centenário do Nascimento de Miguel Torga (arte à parte, TAGV e Câmara Municipal de Coimbra); compositor/interprete em guitarra portuguesa do espectáculo "Passos de Inês" sobre Inês de Castro (teatro dos castelos); tocou com vários grupos de Coimbra onde foi vocalista e/ou guitarrista. É director do MACA - Magazine de Arte de Coimbra e Afins, desde Março de 2008.
Tony Ventura: Antropólogo e guitarrista com formação Jazz. Fez parte de vários grupos entre eles: Selket Face, Perfect Mess e Fireball.

CONTACTO: pandapompoir@gmail.com | http://myspace.com/pandapompoir

Portalegre JazFest

PORTALEGRE JAZZFEST Programa definitivo 2009


Sex. 20 Fevereiro – Joana Machado - “A Casa do Óscar”
Portalegre JazzFest - 7ª Edição
Grande Auditório
Inicio 21.30h
Preço único - 10 euros
Livre-trânsito para festival - 30 euros
M/4 anos

Joana Machado – voz
Afonso Pais – guitarra
Filipe Melo – piano
Bernardo Moreira - – contrabaixo
Bruno Pedroso – bateria

Joana Machado iniciou cedo a sua carreira, mudando-se para Lisboa aos 17 anos, onde frequentou durante um ano o curso de canto da Academia de Amadores de Música, e mais tarde a escola de Jazz do Hot Clube de Portugal. No ano de 1999, foi referida como "Nova Voz Revelação" no evento “Novíssimos do Jazz”, durante o Festival de Jazz de Coimbra.

Em 2001 candidatou-se ao programa de Jazz e Música Contemporânea da "New School University”, em Nova Iorque, e foi admitida com uma Bolsa de Estudos. Durante a frequência do curso representou inúmeras vezes a escola, inclusive num evento de "student showcasing" no famoso clube “Birdland”, onde foi a única vocalista, cantando ao lado de artistas de renome como Joe Lovano, Jesse Davis e Jane Ira Bloom. A revista “Downbeat” de Março de 2003 mencionou-a como "uma vocalista talentosa". Na sua estadia em Nova Iorque teve oportunidade de estudar com Buster Williams, Doug Weiss, Joanne Brackeen, Jeannie Lovetri, Luciana Souza, Reggie Workman, Sheila Jordan, Vic Juris, entre muitos outros. Actualmente, tem aulas de técnica vocal com a cantora lírica Lúcia Lemos.

Joana Machado gravou em Janeiro de 2008 o seu segundo disco, “A Casa do Óscar”, um tributo ao legado menos celebrizado do Mestre Tom Jobim. Com Direcção Musical e Arranjos de Afonso Pais, este disco em quinteto conta com a participação especial de Bernardo Sassetti e ainda de um quarteto de cordas.

www.joanamachado.com
www.myspace.com/joanamachado

Sex. 20 Fevereiro – Quarteto de Vasco Agostinho - in tempus
Portalegre JazzFest - 7ª Edição
Café Concerto
Inicio 23.30h
Preço único - 3 euros
Livre-trânsito para festival - 30 euros
M/4 anos

Vasco Agostinho - Guitarra
Jeff Davis - Vibrafone
Demian Cabaud – Contrabaixo
Bruno Pedroso – Bateria

A música, sobretudo a improvisada, reflecte a essência do próprio músico que a interpreta, quer a solo, quer em grupo. E para isso contribuem factores por vezes tão subtis como aqueles que originam os próprios sonhos, que apesar de tantas vezes distantes da razão, são sempre o perfeito reflexo dum estado d’alma.

O novo trabalho de Vasco Agostinho reúne, sob a sua direcção, músicos que partilham com ele a convicção de que, mais do que as linguagens, as estéticas, as tradições ou as modas, a música vive na tradução do íntimo de cada interveniente, seja ele músico ou ouvinte.
Por isso que este projecto assenta muito especialmente na espontaneidade como método de criação artística, com a finalidade de enriquecer cada som com um novo elemento para a teia de sensações experimentadas pelos intervenientes, tornando o concerto numa experiência única e completa, usando para isso um repertório variado que inclui não só composições originais, como também temas do cancioneiro Português, e de outras linguagens raramente incluídas no universo do Jazz.
Este é sem dúvida, pelos músicos e pela música, um dos grupos de Jazz mais interessantes do panorama Português.

www.myspace.com/vascoagostinho



Sáb. 21 Fevereiro – Fredrik Nordström Quintet
Portalegre JazzFest - 7ª Edição
Grande Auditório
Inicio 21.30h
Preço único - 10 euros
Livre-trânsito para festival - 30 euros
M/4 anos

Fredrik Nordström - saxophone
Magnus Broo - trumpet
Mattias Ståhl - vibraphone
Ole Morten Vågan - bass
Fredrik Rundqvist - drums

Inspirado no jazz americano da década de 1960, mas com uma perspectiva norte-europeia e de inquestionável modernidade, Fredrik Nordstrom impôs-se já como um dos mais interessantes saxofonistas da actualidade na variante tenor. O que é extensivo à sua actividade enquanto compositor, dada a riqueza de ideias a nível da harmonia e do ritmo que o seu quinteto vai colocando em prática.

Com o trombonista Mats Aleklint no lugar onde antes esteve o trompete de Magnus Broo e com Ole Morten Vågan a ocupar a posição do contrabaixo em vez de Ingebrigt Haker Flaten, mas mantendo nos seus postos Mattias Stahl no vibrafone e Fredrik Runqvist na bateria, o projecto renova-se mantendo os mesmos pressupostos de sempre: elasticidade de estilo e grande afirmação expositiva. Na linha dos tenores de som robusto, é no entanto na herança colemaniana (de Ornette, não Steve) que Nordstrom se situa, não obstante a sonoridade de conjunto nos remeter mais para a “Blue Note” e para os grupos de Bobby Hutcherson do que para os conceitos harmolódicos.

Por alturas da edição de “Live in Coimbra” (Clean Feed), gravado ao vivo em 2005 na Cidade Universitária, o Fredrik Nordstrom Quintet volta a Portugal e traz consigo novos temas (alguns deles arranjos de canções da islandesa Bjork), uma mais fresca vocação para improvisar e uma segurança obtida com a rodagem feita nos últimos anos. São apenas cinco os músicos, mas a dimensão do que fazem é orquestral.

www.fredriknordstrom.com
www.myspace.com/fredriknordstrom

Sáb. 21 Fevereiro – Trio Paulo bandeira
Portalegre JazzFest - 7ª Edição
Café Concerto
Inicio 23.30h
Preço único - 3 euros
Livre-trânsito para festival - 30 euros
M/4 anos

Paulo Bandeira – bateria
Nélson Cascais – contrabaixo
Afonso Pais – guitarra

Paulo Bandeira começou seus estudos Musicais aos oito anos na Filarmónica de Estarreja, onde posteriormente começou a tocar percussão. Estudou no Conservatório Regional de Aveiro, deslocando-se a Lisboa para ter aulas.
Aos 16 anos abraça a carreira profissional ingressando na Banda Sinfónica da G.N.R e simultaneamente no Conservatório Nacional, onde prosseguiu os seus estudos, tendo também estudado na escola de Jazz do Hot Club de Portugal, e ainda nos E.U.A (New York) na “Drummers Collective”, onde teve como professores Brian Kirk, Michael Lauren, Frank Kats e Bobby Sanabria. Paralelamente teve aulas privadas com Portinho, Náná Vasconcelos, Bill Stewart e Al Foster.

Ao longo destes anos tem tocado em diversos grupos, como o de Janita Salomé, a Ala dos Namorados e diversas Orquestras Sinfónicas.

Na área do Jazz tem tocado com diversos músicos nacionais e internacionais, como Afonso Pais, André Fernandes, André Matos, Carlos Barretto, Laurent Filipe, Mário Delgado, Nelson Cascais, Nuno Ferreira, Rodrigo Gonçalves, Rui Caetano, Andrzej Olejniczak, Carlo Morena, Demian Cabaud, Eddie Henderson, Isaac Turienzo, Jerome Richardson, Jesus Santandreu, Joakim Rolanson, Jorge Pardo, Martim Jacobsen, Patrick Hazell, Torbjorn Zetterberg, entre outros.

www.myspace.com/paulobandeira


Sex. 27 Fevereiro – John Zorn + Cyro Baptista + TTUKUNAK
Portalegre JazzFest - 7ª Edição
Grande Auditório
Inicio 21.30h
Preço único - 15 euros
Livre-trânsito para festival - 30 euros
M/4 anos

John Zorn – Saxofone
Cyro Baptista – bateria, percussão
Sara e Maika Gomez (TTUKUNAK) – percussão


John Zorn, o conceituado saxofonista americano, têm uma carreira demasiado rica e versátil para se conseguir definir, podendo-se apenas traçar algumas “estradas” num mapa artístico que é um dos mais ricos do jazz contemporâneo.
Oriundo de Nova Iorque, Zorn iniciou-se no final dos anos 70 nos meandros musicais, incidindo o seu olhar cirúrgico sobre o fenómeno da “improvisação musical”, o que o levou a exaustivamente compôr musica não composta e em realizar performances irrepetíveis, que devem mais no seu âmago a um John Cage que ao Free Jazz de Ornette Coleman.

Zorn colaborou no início de carreira com artistas como Bill Laswell, Elliott Sharp e Arto Lindsay, entre outros, adaptando o “ethos” da música Punk e New Wave ás suas próprias criações, processo que culminou no início dos anos 90 com a criação dos inimitáveis Naked City (em conjunto com os guitarristas Bill Frisell e Fred Frith), uma avalanche dolorosa de vários géneros musicais, uma fusão entre música Jazz-Surf-Punk, carregada de neuroses urbanas e solos/faixas de saxofone de poucos segundos.
Dos seus outros projectos e criações “tortuosas”, destacam-se os Masada, um quarteto de jazz mais tradicional, com Dave Douglas, Greg Cohen e Joey Baron, formação com um maior ênfase na música “Klezmer”, de origem judaica, e muitas das suas composições para filmes, colectadas nos vários álbums intitulados “Filmworks”, oportunidade para colaborar com Marc Ribot e Cyro Baptista, entre outros.

Criador da prolífica e influente editora Tzadik Records, John Zorn já mereceu sem dúvida um lugar na história do Jazz, mas pela sua desconstrução do género e pela criação de um estilo anti-jazzístico, uma mistura caótica entre Música de Câmara, bandas sonoras para Desenhos Animados, Punk-Rock e simples dissonância musical, um terreno fértil para a sua talentosa neurose musical...

Cyro Baptista, o famoso baterista e percussionista brasileiro, chegou aos E. Unidos em 1980, tendo a partir daí trabalhado com diversos artistas e dançarinos, tanto em colaborações como em projectos mais pessoais (destacando-se o grupo Beat the Donkey, com o qual já lançou desde 2002 três álbuns), utilizando instrumentos dos cinco continentes, tudo misturado com o seu humor iconoclasta e a sua veia teatral, além dos seus imensos e óbvios talentos.

As suas colaborações são um autêntico “Quem é Quem” do mundo musical contemporâneo: Yo-Yo Ma, John Zorn (em diversos projectos), Herbie Hancock, Sting, Paul Simon, David Byrne, Dr. John, Brian Eno, Ryuichi Sakamoto, Laurie Anderson, Daniel Barenboin, Bobby McFerrin, Wynton Marsalis, Santana, Cassandra Wilson, The Chieftains, entre muitos outros. No seu país natal, Baptista já tocou com os “ilustres” Milton Nascimento, Caetano Veloso, Ivan Lins, Marisa Monte e Nana Vasconcelos, etc.

O seu primeiro álbum a solo, “Villa Lobos/Vira Loucos”, de 1997, é uma mistura esfuziante das suas próprias composições com as do compatriota Heitor Villa Lobos, tendo sido considerado pela crítica “um dos mais corajosos, brilhantes, divertidos, dramáticos e imaginativos trabalhos de recente memória...”.
O seu mais recente trabalho é o álbum “Banquet of the Spirits”, lançado em 2008 sob a chancela da Tzadik Records.

As Ttukunak são Sara e Maika, duas irmãs gémeas provenientes do País Basco, Espanha, que tocam um instrumento de percussão tradicional, a Txalaparta. Começaram a tocar a partir dos doze anos, tendo colaborado com diversos grupos como os Ojos de Brujo, Radio Tarifa, Arto Tunçboyaciyan, Tomás San Miguel ou Mártires del Compás, entre outros.

www.myspace.com/zornroz
www.cyrobaptista.com
www.myspace.com/banquetofthespirits
www.myspace.com/ttukunak


Sex. 27 Fevereiro – Trio Rodrigo Amado
Portalegre JazzFest - 7ª Edição
Café Concerto
Inicio 23.30h
Preço único - 3 euros
Livre-trânsito para festival - 30 euros
M/4 anos

Rodrigo Amado - saxofone
Miguel Mira - violoncelo
Gabriel Ferrandini - bateria

Nascido em 1964, Rodrigo Amado estuda saxofone desde os 17 anos, tendo estudado durante alguns anos na Escola de Jazz do Hot Clube e aulas particulares com diversos professores, nomeadamente os saxofonistas Carlos Martins e Jorge Reis. Na sua discografia (mais de vinte registos) conta com participações em discos de Vítor Rua, Rocky Marsiano, DJ Ride, Anabela Duarte ou Mão Morta. Realizou centenas de concertos em todo o país, tendo feito parte de formações como a Máquina do Almoço Dá Pancadas, de Flak (Rádio Macau), os Plopoplot Pot, de Nuno Rebelo (Mler Ife Dada) ou o projecto RAUM, de Paulo Duarte. Participou ainda em concertos de músicos como Jorge Palma, Xutos e Pontapés, Pop Del’Arte ou Rádio Macau.

Na área do Jazz contemporâneo colaborou com artistas como Adam Lane, Kent Kessler, Paal Nilssen-Love, Steve Swell, Ken Filiano, Steve Adams, Carlos Zíngaro, João Paulo, Greg Moore, Phill Niblock, Sei Miguel, Rafael Toral, Manuel Mota, entre outros.

Em Setembro de 2001 fundou a editora Clean Feed, juntamente com Pedro Costa e Carlos Costa, totalmente dedicada à edição de projectos na área do jazz contemporâneo, projecto que viria a abandonar no início de 2005. Actualmente dirige a sua própria editora, European Echoes.

Para 2009 estão previstas quatro novas edições: o segundo capítulo do trio com Kessler e Nilssen-Love, o novo registo dos “Lisbon Improvisation Players”, o quarteto com Taylor Ho Bynum, John Hebert e Gerald Cleaver, e a gravação do seu novo trio com Miguel Mira e Gabriel Ferrandini.

www.rodrigoamado.com
www.myspace.com/rodrigoamado


Sáb. 28 Fevereiro – GIANLUCA PETRELLA Indigo 4
Portalegre JazzFest - 7ª Edição
Grande Auditório
Inicio 21.30h
Preço único - 10 euros
Livre-trânsito para festival - 30 euros
M/4 anos

Gianluca Petrella - Trombone
Francesco Bearzatti – Saxofone Tenor e Clarinete
Paolino dalla Porta – Contrabaixo
Fabio Accardi – Bateria


Para o lançamento do seu primeiro álbum em 2006, com edição da Blue Note, “Indigo 4”, Gianluca Petrella e o seu quarteto procuraram a junção entre o sentido de tradição e as exigências de um som contemporâneo.
Para isso, Petrella prestou grande atenção ao “Som”, e á mediação entre perspectivas de uma forma criativa.

As filosofias caras ao quarteto incluem traços do som “Dixieland”, assim como versões de Thelonius Monk e Duke Ellington, transfiguradas e reinventadas com a marca de um artista alternativo, típico dos projectos de Petrella, colaborador do genial trompetista Enrico Rava e de Lester Bowie.
Trabalhando sózinho no seu estúdio, editando e criando “loops”, padrões, samples e novos sons electrónicos (um pouco á sua imagem como DJ ocasional), o trombonista italiano conseguiu traduzir a sua base material para a formação de um quarteto inovador.

Este quarteto procura de facto a inovação, e oportunamente, mas sem perder de vista o lado acústico e a matriz fundamental do jazz. É um grupo jovem, mas que consegue surpreender pela sua energia básica, que aliada á força impulsionadora do seu líder conta com a experiência de artistas conceituados como Paolino Dalla Porta, Fabio Accardi e Francesco Bearzatti.
Gianluca Petrella recebeu em 2005 o prémio de Melhor Músico Italiano, da revista “Top Jazz”, tendo feito história ao vencer o Prémio da Crítica da conceituada revista “Down Beat”, para o melhor jovem trombonista.

www.gianlucapetrella.com
www.myspace.com/148418523


Sáb. 28 Fevereiro – Space Ensemble - Spy Quintet
Portalegre JazzFest - 7ª Edição
Café Concerto
Inicio 23.30h
Preço único - 3 euros
Livre-trânsito para festival - 30 euros
M/4 anos

Gustavo Costa – bateria
João Tiago Fernandes – bateria
Henrique Fernandes – contrabaixo
João Martins – Saxofone
João Guimarães - Saxofone

O projecto Space Ensemble, que tem percorrido o país musicando filmes em octeto, ataca novamente os meandros do free jazz, "desenterrando" um projecto que foi criado propositadamente para a edição do festival “Space 2005”.

Este projecto é inspirado no álbum “Spy Vs Spy” (Elektra, 1989) no qual John Zorn, Tim Berne, Mark Dresser, Michael Vatcher e Joey Baron interpretam temas de Ornette Coleman, seguindo regras e estruturas musicais por este criadas e apresentadas em álbuns como "Free Jazz (A Collective Improvisation) by the Ornette Coleman Double Quartet".

www.myspace.com/spaceensemble

Moonspell na Fnac Colombo

domingo, dezembro 14, 2008

Mais de 30 mil visitantes

E por curiosidade, este blog de música portuguesa chegou (ou melhor, ultrapassou) os 30000 visitantes.

Muito obrigado a todos os que visitam regularmente este BMP e o tornam cada vez mais um blog importante para os nossos dias de hoje!

Voltamos ao activo dia 1 de Janeiro 2009

Este blog vai ter uma breve pausa e regressa dia 1 de janeiro de 2009.

segunda-feira, dezembro 08, 2008

Banzai

Festival Cantos na Maré

Este mércores 3 de decembro ás 11:30 h, terá lugar no Pazo da Cultura de Pontevedra un almorzo con medios para presentar a 6ª edición de Cantos na Maré, Festival Internacional da Lusofonía.



Será un acto distendido que rematará cunha intervención musica, onde se darán a coñecer os obxectivos e programación específica cara á internacionalización deste proxecto multicultural.



Cantos na Maré,foi presentado en diferentes foros internacionais e está obtendo o recoñecemento como evento singular onde Galiza é emisora no espazo de creación da industria musical en diferentes países. Igualmente, o apoio de institucións de Portugal fai posible que, por vez primeira CNM se presente no país irmao o próximo venres 5 de decembro (Porto, FNAC santa catalina, 16 h).





+ información:

María Xosé Crisóstomo

620 882298 | prensa@cantosnamare.org

www.cantosnamare.org

Agenda do DJ Miguel Rendeiro

Orquesttra da Camara de Sintra

Orquestra de Câmara de Sintra apresenta

As Quatro Estações de Vivaldi

No próximo dia 06 de Dezembro de 2008, a Orquestra de Câmara de Sintra irá

apresentar As Quatro Estações de Antonio Vivaldi (1678-1741). O concerto realizarse-

á na Igreja de São Martinho, em pleno centro histórico da Vila de Sintra, às 22h00,

com entrada livre.

Neste concerto, organizado pela Câmara Municipal de Sintra e que visa assinalar a

Elevação de Sintra a Património Mundial, será solista o violinista Liviu Scripcaru.

Como complemento do programa, é ainda interpretado o Concerto em Ré de Joly

Braga Santos (1924-1988) e a abertura de Artemísia, Regina di Caria, de António Leal

Moreira (1758-1819), sendo esta última obra apresentada em estreia moderna. A direcção musical está a cargo do maestro Reinaldo Guerreiro.

Blasfemea com novo CD

Os lisboetas BLASFEMEA apresentam na FNAC Fórum Coimbra, sexta-feira, 5 de Dezembro, o seu EP de estreia, "BLSFM"

SHOWCASE marcado para as 22h00



Não se fazem passar por sagrados ou profanos, nem se agarram a uma mensagem moral ou de qualquer outro tipo. Os Blasfemea são músicos, actores, artistas que se divertem a entreter os outros. Porquê? "Porque estar parado é chato! E a dançar nas pistas da vida é que nós nos entendemos".



Não os levem a sério, seria demasiado complicado.

Pensem antes em Sexo, Drogas e Vestidos. (Porque Não!?)



"BLSFM", é uma edição rock pop punk electrónico e independente.

As influências são mais que muitas: dos Beatles, aos Nirvana, dos Joy Division aos The Clash. Os gostos musicais abrangentes, de Bob Dylan, aos Public Enemy e à incontornável Madonna. Os Blasfemea têm atitude e são genuínos.



Gravado em Agosto de 2008 no estúdio Mário Ferreira (Porto) e produzido por Rui Maia (X-Wife), este EP é lançado nos formatos cd e vinil. Numa edição especial do conceituado estúdio de artes gráficas alva-alva. A edição de vinil conta com 3 remixes produzidas por 3 djs nacionais: drop top, riskodisko e klipar.



O Ep estará também disponível em formato digital no Itunes, Amazon e no site da banda.



A diversão com os Blasfemea passa pelo Ep (mais pop), mas também pelos concertos ao vivo (mais rock) e os djsets (mais electro). Eles estão prontos. E você?



Os Blasfemea são:

Tiago Amaro (Voz/Guitarra/Teclas), Fábio Jevelim (Voz/Guitarra), David Pessoa (Baixo) e Rui Lourenço (Bateria).







RINOSHOW |Contactos:

Tlf. 224645129 | Fax . 220161604

Nuno Gonçalves – 937799215 | nunogoncalves@rinoshow.pt

Revista de Musica "Arte Sonora" já nas bancas!!

Kastru's Bar em Dezembro

DJ Vibe

Playlist

-Rendimento Mínimo-"Contar os segundos"
-Lisamona-"Old back the rain"
-Carlos Paredes-"Verdes Anos"
-TÁXI-"Táxi"
-Arte & Ofício-"Where yo're going tonight"
-Sugar Leaf-"Everything is so confusing"
-Virgem Suta-"Tempo com falta de tempo"
-Flirt-"Estratosfera"
-Vasco Moreira-"Quarta"
-Nabos da Púcara-"Anarquia total"
-Gritali & Os Tratantes-"Cadela mansa"
-Urban Tales-"Stronger"
-António Raposo-"Perdidamente"

domingo, novembro 16, 2008

Playlist

-Manifesto-"Aos domingos vou á bola"
-Rendimento Mínimo-"Contar os segundos"
-Lisamona-"Old back the rain"
-Carlos Paredes-"Verdes Anos"
-TÁXI-"Táxi"
-Arte & Ofício-"Where yo're going tonight"
-Sugar Leaf-"Everything is so confusing"
-Virgem Suta-"Tempo com falta de tempo"
-Flirt-"Estratosfera"
-Vasco Moreira-"Quarta"
-Nabos da Púcara-"Anarquia total"
-Gritali & Os Tratantes-"Cadela mansa"
-Urban Tales-"Stronger"

Concertos "10 anos Fnac"

Defying Control com novo CD em Janeiro de 2009

DEFYING CONTROL - STORIES OF HOPE AND MAYHEM (NAS LOJAS EM JANEIRO DE 2009)

É ja este domingo vamos por outra musica do novo álbum (a sair em Janeiro) online!

O nome é "Worlds Down Fall" e é um pouco diferente da Leap Of Faith, mas se forem fãs de punk rock melódico e rápido vai agradar-vos (e se não forem, esperemos que também)!



Mas por agora, vejam o primeiro episódio da Defying Control TV, no nosso myspace, para notícias frescas em formato de vídeo).



www.myspace.com/defyingcontrol

Corsage na fáfrica do braço de prata

Corsage
www.myspace.com/corsage-
Sábado, 8 de Novembro, 23.00h
Fábrica do Braço de Prata - Sala Nietsche


Nuno Marcolino
Management
++ 351 91 622 78 76
nuno.marcolino@sapo.pt
www.myspace.com/nunomarcolino

Cassapo notícias:

O Videoclip do 1º single " Aquele momento " já roda na Mtv
Click aqui ( Videoclip )

Site oficial : www.cassapo.com

Abutre Netlabel: 3 lançamento + novidades

Terceiro lançamento disponível Está disponível para download gratuito, o terceiroo lançamento da Abutre: "Revelação", o single de estreia do projecto nacional de trip hop inventivo, Akasha. Gravado em 2005 mas mantido esquecido em amarras digitais, este tema é agora editado em formato solitário, acompanhado por Christmas Deconstruction, uma peça instrumental do mesmo colectivo que foi criada para uma composição televisiva sobre a (descoberta da essência da) época em causa.

Novos lançamentos a caminho
Depois das três edições que acompanharam o lançamento da netlabel (Universe Denied, Ghost Orchid e Akasha), mais dois trabalhos estão a caminho. Invisible landscape - a estreia do projecto (aura) - é um trabalho conceptual, uma banda sonoroa "imaginária", que acompanha a história traçada por 10 fotos do fotógrafo Português, José Ramos. É uma obra experimental que se estende em várias correntes estilísticas: da música erudita ao post rock, passando por paisagens sonoras, electrónica, etc...Noutro quadrante mais esquizofrénio surge um split que irá abanar as fundações do Metal, no nosso país. Haniak é o novo alter-ego de MT, o arquitecto por trás da aclamada banda de Brutal Death Metal, Under Fetid Corpses e que já colaborou em projectos como Holocausto Canibal ou Fetal Incest. Nesta nova encarnação, o músico explora construções rítmicas complexas e riffs matemáticos, tudo envolta numa nébula extrema de peso e introspeção injectada por camadas de guitarra que desenham paisagens desoladoras e perturbadoras. Um trabalho que transcende as concepções convencionais do Metal Extremo e lhe imprime uma nova dose de intensidade. Do outro lado da barricada aparece Algorhythmic, uma alucinação desenfreada de ritmos impossíveis e riffs completamente insanos. Um camaleão travesti que se prostitui ao sabor de todo o tipo de inputs rítmicos e mergulha num abismo de convulsões super-sónicas, numa overdose desvairada de barulho.


1 is the Lonely Number junta-se à família 1 is the lonely Number é o nome do projecto a solo de Jóni Vieira, vocalista da banda nacional The Other Side (cujo álbum de estreia foi editado pela Rastilho, este ano). Nesta aventura solitária, o músico e produtor explora novas coordenadas sonoras e sentimentais onde os ecos da sua voz profunda se fundem com camadas electrónicas e melodias etéreas, numa dança onde a guitarra e o baixo são diluídos em andamentos introspectivos e layers de orgânica de fusão inesperada. Em fase de produção, este álbum denso e intimista será lançado sob a asa do Abutre. Mais novidades, em breve.




______________________________
ABUTRE independent netlabel
abutre-netlabel.tk

António Raposo com CD brevemente à venda

THE PARTISAN SEED

14 nov. / maus hábitos - porto / 23:30h



Depois do primeiro arranque da tour - o concerto de apresentação de 'Indian Summer', que teve lugar no pequeno auditório do Theatro Circo - The Partisan Seed avança esta semana para o Porto.

O disco 'Indian Summer' está já disponível para compra online no site da honeysound e nos locais de concerto. Durante a próxima semana, estará acessível em lojas por todo o país, numa distribuição da Compact Records.


>> próximas datas / novembro

22 nov. / el contrabajo - vigo, galiza
28 nov. / salão brazil - coimbra
29 nov. / fnac - coimbra


www.thepartisanseed.net
www.myspace.com/thepartisanseed



::::::::::


+info:
www.honeysound.com
info@honeysound.com

domingo, outubro 26, 2008

Playlist

-Per7ume-"Intervalo"
-Blue House Band-"Monster rising up"
-Carlos Paredes-"Verdes Anos"
-Lisamona-"Old back the rain"
-TÁXI-"Táxi"
-Manifesto-"Aos domingos vouà bola"
-Arte & Ofício-"Where you're going tonight"
-Sugar Leaf-"Everything is so confusing"
-Virgem Suta-"Tempo com falta de tempo"
-Flirt-"Estratosfera"
-Vasco Moreira-"Quarta"
-Rendimento Mínimo-"Contar os segundos"
-Gritali & Os Tratantes-"Cadela mansa"
-Nabos da Púcara-"Anarquia total"
-Urban Tales-"Stronger"

sábado, outubro 25, 2008

Programa de Radio "Frequencia Máxima" com novo website



www.frequenciamaxima.com

(Clicar na imagem para aumentar)

Carlos do Carmo (45 anos de Carreira) em concerto dia 1 Novembro em Torres Vedras




No ano em que comemora 45 anos de carreira, Carlos do Carmo será a “estrela” do concerto agendado para 1 de Novembro, pelas 22h00, no Pavilhão Multiusos da Expotorres, onde se fará acompanhar pela Orquestra Sinfonieta de Lisboa. Este espectáculo insere-se no programa das Festas da Cidade de Torres Vedras.

‘Carlos do Carmo iniciou em 1963 uma das carreiras mais sólidas no panorama artístico português, para a qual contribuiu a sua coragem de assumir o Fado no masculino e também o facto de trazer para o Fado novos elementos: contrabaixo e formação com orquestra, entre os outros e ainda novos talentosos compositores, bem como a poesia e a prosa de grandes poetas e escritores contemporâneos portugueses. Por tudo isto, são inúmeros os prémios e honrarias recebidos até hoje.
Falar de Carlos do Carmo é associar o seu nome ao que de mais genuíno e popular se canta nas ruas de Lisboa, quer seja um simples pregão de varina, um esvoaçar de gaivotas do Tejo ou uma festa popular com sardinha assada. Na sua voz, andam também de mãos dadas a saudade, os amores não correspondidos, a solidão, a primavera com andorinhas e os “putos” deste Portugal e ainda a esperança e o futuro.
Carlos do Carmo é acarinhado por um público que o respeita e estima, apreciando nele, além das suas qualidades de grande intérprete e comunicador, as de um homem interessado na evolução da música da sua terra, acreditando na evolução do homem na sua globalidade. Os seus mais de um milhão de discos vendidos são prova inequívoca disso’.

Os bilhetes para o concerto podem ser adquiridos no Posto de Turismo de Torres Vedras, Teatro-Cine de Torres Vedras, nas Lojas Fnac (Colombo, Chiado, Cascais Shopping) e no local, no dia do espectáculo, a partir das 15h00. Os preços dos bilhetes são: €15 (Sector A) e €10 (Sector B).
As Festas da Cidade de Torres Vedras são uma organização da Câmara Municipal, contam com o apoio da Promotorres, EEM; Arena Shopping e têm como parceiro media a TorresTV.

Toda a informação disponível em: www.torresvedrasemfesta.com.

Kandya no Nyktos Bar

BUNNYRANCH com novo CD


Em Outubro chega às lojas o lado B de «Teach us Lord…»

«…how to wait», a 27 de Outubro!





Clique na imagem para ouvir os temas 'Top Top To The Top' e o mais recente single 'Stand By'





Os bunnyranch estão de regresso, desta feita para a conclusão do trabalho «Teach us Lord how to wait», cujo lado B «…how to wait» chega às lojas a 27 de Outubro.

Depois da edição de «Teach us Lord...», gravado nos HED Studio em Nova Iorque e conduzido com a ajuda de Ivan Julian (Richard Hell & the Voidoids; The Clash), os bunnyranch surgem agora com a edição da parte do disco concebida deste lado do Atlântico, que contou com a co-produção de Boz Boorer, o fundador dos Polecats que tocou com Adam Ant e que é, desde 1992, guitarrista e director musical de Morrisey (The Smiths).

A diferença entre «Teach us Lord...» e «…how to wait» é que, na primeira parte, a banda surge completamente imersa no espírito e no calor de 1977. Já neste lado B, os bunnyranch tornam-se mais cavalheiros ou polidos (apesar de não o conseguirem na totalidade), mais doces ou delicados (qualidades que se revelam impossíveis de alcançar). No fundo, neste «Teach us Lord how to wait», os bunnyranch apresentam-se iguais a si próprios mas sob duas perspectivas diferentes. Continuam a viver e a respirar Rock´n´Roll, com as mesmas influências mas com novas colaborações que enriquecem o projecto em si, ao qual se junta agora o novo guitarrista Augusto Cardoso.

Valeu a pena esperar por um disco gravado num estúdio paredes-meias com uma destilaria. É rápido, lento, doce e desesperado. Não será esta sensação que se espera de um disco?




»»» Alinhamento completo «Teach us Lord how to wait»:



Disco 1



1. Stand By

2. Too Much of a Bad Thing

3. Sometimes it's Hard

4. Top top to the top

5. Sansão foi Enganado



Disco 2



1. Everyday is a bless

2. It´s good

3. Under the bed

4. With you?

5. Can´t take it


www.myspace.com/bunnyranchspace

Management / Booking:
Carlos Mendes: +351 964 261 504
bunnyranchband@gmail.com

Backline / Stage Manager:
Nuno Silva: +351 962 804 349
nunosilva@matrecoscrew.com

Dead Combo ao vivo



Clicar na imagem para aumentar.

Defyng Control com nova musica on-line

Depois de terem editado em 2007 o seu álbum de estreia Reflection, os Punk Rockers Defying Control estão de volta com um novo álbum, intitulado Stories of Hope and Mayhem.



O álbum deverá sair em Janeiro, e neste momento está já garantida a edição do álbum na Europa e nos Estados Unidos, não havendo por enquanto confirmação da editora que irá lançar o álbum por terras lusas.



A banda tem previsto uma extensa Tourné por Portugal e pela Europa, para promover o seu punk rock rápido e muito melódico. O concerto de lançamento do novo álbum deverá realizar-se em Lisboa no mês de Janeiro.



Como primeiro avanço, este domingo estará online no myspace da banda o primeiro single intitulado Leap of Faith. Durante as próximas semanas até ao lançamento do álbum haverá muitas surpresas no Space da banda.



Passem por www.myspace.com/defyingcontrol e confiram as novidades.



www.defyingcontrol.net | www.myspace.com/defyingcontrol

----------------------------------------------------------------------------------------------

Cassapo com novo disco em 2009

Na Pedra do Couto: Inauguração do site da J.M.D.S. Prod

quinta-feira, outubro 16, 2008

Novo cd dos The Guys From The Caravan

Noah's Ark Of Pain é o álbum de estreia dos The Guys From The Caravan.

Um novo talento fnac nas lojas já no próximo dia 13 de Outubro.



Mas entretanto...

Dia 10 de Outubro junta-te à Festa de Lançamento

numa noite animada no Music Box

e compra um dos 50 álbuns disponíveis com uma oferta muito especial...



Próximas Datas

18 Out | 17h | Fnac Almada

25 Out | 22h | Fnac Coimbra

26 Out | 17h | Fnac Cascaishopping

28 Nov | 22h | Fnac Mar Shopping












--
O Marsupilami
www.omarsupilami.blogspot.com
www.myspace.com/omarsupilami
MSN - jsilvaresende@hotmail.com

Agenda do DJ Miguel Rendeiro

Notícias dos Aqui D'EL Rock

Aquidelrock II:



Será Punk? Será algo muito para além do melhor que nada! E será a 2ª dinastia dos Aqui d’el-Rock. A maqueta base da versão para 2009 do histórico tema “Eu não sei”, que serve de teste aos músicos (voz, baixo, guitarra) que queiram vir a fazer parte do elenco dos Aquidelrock II, está já disponível no respectivo MySpace (http://www.myspace.com/aquidelrock2). Aos candidatos, independentemente da idade e do sexo, apenas se exige que possuam o respectivo instrumento, utilizem a Internet com regularidade e, caso não vivam na capital, se possam deslocar a Lisboa com a frequência necessária. Para além de serem donos da própria vontade, pretende-se ainda que façam a sua leitura da demo apresentada e correspondente interpretação, e que depois dessa abordagem criativa, enviem o material produzido para apreciação - a mix e se possível a(s) linha(s) do(s) instrumento(s) em pista(s) isolada(s) - em mp3 ou formato equivalente, para:

aquidelrock@netcabo.pt

Posteriormente, e se for caso disso, entraremos em contacto para agendamento das etapas seguintes do recrutamento.

Nota: Caso haja dificuldade em fazer o download da maqueta a partir do MySpace/AquidelrockII, enviaremos a referida demo via e-mail, desde que solicitada para o endereço mencionado.

"Selvagem" é a nova edição/compilação do site musical "Circulo de Fogo"

V/A - "CÍRCULO DE FOGO #6 SELVAGEM"
download + info @ www.circulodefogo.com
data de edição: 12/10/2008
[metal rock punk hardcore gothic prog]

Visitem www.circulodefogo.com e façam o download (gratuito & autorizado) da
nova e-compilação "CÍRCULO DE FOGO" #6 "SELVAGEM", com 18 grupos/artistas
portugueses: Phil Mendrix, Smiles 'N' Cries, The Other Side, R12, Diesel-Humm!,
Sean Rose, Factory Of Dreams, DeepSkin, The Last Of Them, New Mecanica,
Echidna, For The Glory, ThanatoSchizO, Gwydion, Burning Sunset, Extreme
Unction, Irae, Downthroat.

01. PHIL MENDRIX - Algo down
02. SMILES 'N' CRIES - Constant menace
03. THE OTHER SIDE - The reason why
04. R12 - Punk agricultor
05. DIESEL-HUMM! - Devil's woman
06. SEAN ROSE - Soul in black [inédito]
07. FACTORY OF DREAMS - Crossing the bridge to the positive pole
08. DEEPSKIN - Insecta [remix 2008]
09. THE LAST OF THEM - New addiction
10. NEW MECANICA - Lonely
11. ECHIDNA - Ephemera
12. FOR THE GLORY - All alone
13. THANATOSCHIZO - L.
14. GWYDION - Rebirth
15. BURNING SUNSET - Clausura
16. EXTREME UNCTION - Where the flowers grow
17. IRAE - Deathcampaign
18. DOWNTHROAT - Bloody dream

Programa de Rádio "Catedral do Rock"

CATEDRAL DO ROCK

Rádio Popular FM
Domingos 22h00-24h00 - Apoio RockLab
90.9FM ou www.popularfm.com
(Distrito de Setúbal/Grande Lisboa)

1.ª hora: Rock Nacional - 2.ª hora: Metal Nacional


Endereço electrónico: catedraldorock@netcabo.pt

Endereço postal: Jorge Caldeira - Apartado 178 - 2861-909 Moita - Portugal


A Catedral do Rock é um programa de rádio, exclusivamente dedicado à música portuguesa, emitido todos os domingos, entre as 22h00 e as 24h00, na Popular FM (Pinhal Novo, Concelho de Palmela, com emissor no Concelho do Montijo) e pode ser sintonizado em 90.9 FM ou online em www.popularfm.com. Em 90.9 FM é emitido para o Distrito de Setúbal, Margem Sul incluída, e Grande Lisboa.

A "Catedral do Rock" é um programa de autor, independente, no qual pretende-se criar um espaço que resulte numa simbiose musical rock/metal, em que o seu verdadeiro espírito esteja encarnado e respire sem apreensão e direccionado para a divulgação da produção nacional, destacando o rock como estilo musical predominante e quase obrigatório, dividido em duas partes: a primeira de características rock - podendo também incluir algumas nuances pop - e a segunda com uma musicalidade mais agressiva, privilegiando o metal português. A primeira hora intitula-se de "O ROCK PURO E DURO" e a segunda hora de "O METAL DE PORTUGAL".

Apesar de ser um programa específico não abdica de ser selectivo musicalmente, definido por prioridades, incluindo também crónicas acerca do panorama musical português, sempre da responsabilidade e com a assinatura do seu autor. O nome do programa foi escolhido em memória do extinto Rock Rendez-Vous, carismática sala de concertos em Lisboa, também conhecida por catedral do rock, que tão bem caracterizou e dinamizou a música pop/rock, nomeadamente na segunda metade dos anos 1980.

Qualquer informação pode ser enviada para o e-mail: catedraldorock@netcabo.ptEste endereço de e-mail está protegido contra spam bots, pelo que o JavaScript terá de estar activado para que possa visualizar o endereço de email . O envio de maquetas ou material promocional para divulgação deve ser enviado para o seguinte endereço postal: JORGE CALDEIRA - APARTADO 178 - 2861-909 MOITA.

X-Wife com novo disco

O novo álbum dos X-Wife, "Are You Ready For The Blackout?", chegou às lojoas durante o mês de Setembro. Agora é chegada a vez deste trio portuense vir a Coimbra, ao Ar D' Rato, mostrar as músicas que constam deste mesmo trabalho, bem como outros exitos que se incluem nos discos anteriores.



O electro-rock da banda composta por João Vieira (dj Kitten), Fernando Sousa e Rui Maia apresenta-se agora enrijecido por aquilo que a banda descreve como uma aura "mais negra", mas a que se pode chamar, também, de mais sentimental (no bom sentido); a mudança pressente-se ainda na voz de João Vieira, que ao longo das canções novas experimenta diferentes registos, desde a melancolia de "Fireworks", o segundo single, ao arranque quase crooner de "Black Tears".
A presença de um baterista a "tempo inteiro" contribui, de igual forma, para a vivacidade dos mais recentes concertos dos X-Wife, sobretudo em temas como o ríspido "Summertime Death" ou o frenético "Ping Pong", do anterior "Side Effects" .



Composto por 12 canções, «Are You Ready For The Blackout?» regista uns X-Wife cada vez mais sintonizados com o que melhor se faz à escala planetária, e com um domínio absoluto da sua linguagem, cada vez mais madura e autónoma.

Ao terceiro longa-duração o grupo faz-se já valer de um bom punhado de canções imediatamente reconhecíveis e dançáveis, além de gozar de uma cativante presença em palco. Espera-se, por isso, um excelente concerto.







discoteca ar d'rato

azinhaga do convento vellho . coimbra

espectáculo 22h30

www.ardrato.com

Plástica com novo disco e concertos em Portugal

Os PLASTICA estão de volta aos palcos portugueses com novo disco e digressão!
Já com quase 10 anos de carreira e muitas canções de sucesso, os PLASTICA irão estar na estrada entre Novembro e Janeiro de 2009 numa tour de auditórios de norte a sul do país onde apresentarão ao público o seu novo disco “Lovers”.
Esta mesma digressão terá inicio já no próximo dia 1 de Novembro no Teatro de S. João em Sesimbra.
Para além das novas músicas, este será um concerto em que todos poderão assistir a um desfilar das melhores canções do reportório dos Plastica, num espectáculo em que a banda se reinventa, criando todo um Universo de novas atmosferas provocado por novas abordagens ás suas canções.
Esta digressão tem ainda a particularidade de todas as imagens video serem desenvolvidas por uma das maiores produtoras de videos musicais do nosso país, a Droid ID.

Toda a informação da tour disponível no MySpace oficial da banda:




As datas da Digressão:

1 Nov 2008 21:30
TEATRO S.JOÃO - SESIMBRA SESIMBRA
15 Nov 2008 21:30
CASA DAS ARTES DE FAMALICÃO FAMALICÃO
22 Nov 2008 21:30
C.C GIL VICENTE - SARDOAL SARDOAL
29 Nov 2008 21:30
CASA DAS ARTES - ARCOS DE VALDEVEZ
4 Dec 2008 21:30
TEATRO PAX JULIA - BEJA
9 Jan 2009 22:00
C.A.E - PORTALEGRE
10 Jan 2009 21:30
CENTRO CULTURAL DE ALCOCHETE
22 Jan 2009 21:30
AUDITORIO MUNICIPAL DE SEIA SEIA
24 Jan 2009 21:30
ALMADA - AUDITORIO MUNICIPAL ROMEU CORREIA ALMADA
30 Jan 2009 22:00
C.C. REDONDO REDONDO
31 Jan 2009 22:45
LISBOA - TBC LISBOA

Toques do Caramulo na Antena 1

http://www.myspace.com/toquesdocaramulo
Toques do Caramulo
ao vivo em directo na Antena 1

Quinta-feira 16 Outubro, 15h00
no programa “Viva a Música”, de Armando Carvalhêda


emissão online em
http://ww1.rtp.pt/antena1/

A mais rodada criação da d’Orfeu, Toques do Caramulo, é a convidada de Armando Carvalhêda para a próxima emissão do Viva a Música, na Antena 1. O concerto em directo terá lugar no Teatro da Luz em Lisboa, de onde são habitualmente transmitidas as emissões do programa, na próxima quinta-feira 16 Outubro, no horário 15h00-16h00. Para todo o mundo, via rádio e internet.

De Lisboa, os Toques do Caramulo seguem para o norte da Galiza, onde actuam sábado 18 Outubro na Sala Run Rum, em Ferrol, no âmbito da extensão galega do 12º Outonalidades, o circuito português de música ao vivo, este ano irmanado com a Galiza.
http://www.myspace.com/outonalidades08 http://www.agadic.info/novas/nova.php?id=432&lg=gal







http://www.dorfeu.com/
http://dorfeu.blogspot.com/



--------------------------------------------------------------------------------


--------------------------------------------------------------------------------
Instituição Cultural de Utilidade Pública | Estatuto de Superior Interesse Cultural

d’Orfeu Associação Cultural


Águeda: microclima cultural

JP Simões no museu de olaria de Barcelos

JP SIMÕES
16 outubro / chá das quintas - museu de olaria de barcelos / 21h30



JP Simões é o próximo convidado do Chá das Quintas.
Num concerto íntimo a solo, apresenta os temas do álbum de estreia '1970'.

JP Simões nasceu em Coimbra em 1970. Aos cinco anos emigrou para o Rio de Janeiro onde ficou cerca de um ano a ouvir música e a brincar. De volta a Portugal, estudou Jornalismo, Direito da Comunicação, Escrita de Argumento, Saxofone e Lingua Árabe, mas tem exercido essencialmente música nos últimos 13 anos com os Pop dell’Arte, Belle Chase Hotel e Quinteto Tati.
Escreveu contos, letras de canções, argumentos para cinema e participou como músico e actor em filmes de Fernando Vendrell, Edgar Pêra e outros, assinando pelo caminho algumas bandas sonoras para documentários.
No teatro, escreveu o libreto da “Ópera do Falhado”, partilhando a invenção musical com o compositor Sérgio Costa.
Em 2007, estreia-se a solo com o álbum “1970”. O álbum foi considerado um dos melhores discos portugueses desse ano e JP Simões é considerado um dos grandes cantautores nacionais da actualidade.

www.jpsimoes.com
www.myspace.com/fabulabebada


www.chadasquintas.blogspot.com
www.amimuola.blogspot.com
www.myspace.com/amimuola



:::::::



+info:
www.honeysound.com
info@honeysound.com

www.myspace.com/honeysound

Recepção ao caloiro em Coimbra

Outubro e Novembro na Casa da Música no Porto

DJ Rui Vargas na Pedra do Couto

Programação do Uptown Bar no Porto

14/10

JAM SESION




17/10

FESTA 80'S




18/10

IRS rock / pop

www.myspace.com/istorockasempre

+

JUST NOISE punk / rock / other

www.myspace.com/justn0ise




21/10

JAM SESSION




24/10

HIGH NOTES rockabilly / rock

www.myspace.com/thehighnotesrock







25/10 (durante o dia)

1º WORKSHOP BATERISTASPT.COM

PROGRAMA

Início 10:30H

Convívio

Material da ROCK MUSIC exposto, a nona DDRUM bubinga em exposição, alguma material diverso para testes, material MISSOM e ainda duas baterias em palco para pequenas drum batles.

Almoço

Workshop afinação – Tony

www.myspace.com/tonydr1ve



Apresentação das baquetas MISSOM

www.missom.com



Workshop bateria – Bruno Oliveira

www.myspace.com/brunoliveira



Workshop bateria – Pedro Martins

www.myspace.com/pedrojorgequeirosmartins


**************************************************************

25/10 (noite)
DECADES proudly present:

"NIGHTMARE BEFORE HALLOWEEN"

NOVUS :UK live www.myspace.com/novusuk


[Aos 50 primeiros oferta de um cd (à escolha) – Editoras: Rebco l DarkBeat l CobaltBlue l Nightbreed Releases]


dj set : LUIZ SONCINI + [REPLYCANT]



28/10

JAM SESSION




31/10

HALLOWEEN

sábado, outubro 04, 2008

Playlist

-Vasco Moreira-"Quarta"
-Carlos Paredes-"Verdes Anos"
-Lisamona-"Old Back the rain"
-Táxi-"Táxi"
-Manifesto-"Aos domingos vou à bola"
-Arte & Ofício-"Where yo're going tonight"
-NZZN-"Vem daí"
-Sugar Leaf-"Everything is so confusing"
-Vigem Suta-"Tempo com falta de tempo"
-Flirt-"Estratosfera"

Alteração de auditório /espaço do conçerto da Associação D'Órfeu

O concerto “Toques do Caramulo & Galandum Galundaina” da próxima sexta-feira 10 Outubro (inicialmente previsto para o Cine-Teatro São Pedro) foi alterado para o Auditório de Recardães.
Todos os restantes espectáculos do festival (3 a 10 Outubro) têm lugar, como previsto, na Tenda do Espaço d’Orfeu, em Águeda.


CONTEÚDO ACTUALIZADO
Sex 10 Outubro

21h45 Auditório de Recardães
Toques do Caramulo & Galandum Galundaina com convidados
Dois dos mais identitários grupos da nova música tradicional portuguesa - "Galandum Galundaina" e "Toques do Caramulo" - tomam juntos o palco, homenageando os recônditos repertórios com que vêm marcando a nova música tradicional portuguesa. Todo matriz e autenticidade, o espectáculo vagueia cantigas do planalto mirandês à Serra do Caramulo. Mira Lo Miguel como estão Debaixo da Oliveira. Repiquem as gaitas, cantem rabecas, soprem as frautas e trinem braguesas, que é Portugal serrano a cantar.
Participações especiais de Pauliteiros de Miranda, Caretos de Podence, Orfeão de Águeda, Os Serranos Associação Etnográfica, Coro Jovem da ARCEL e Coro Infantil EMtrad’. Palco cheio e tradições partilhadas para uma grande festa!

23h45 Tenda do Espaço d’Orfeu
A Tuna Rastafari (Galiza)
Uma descarga de energia dançante, um pelotão de músicos a fuzilar o público para uma grande festa. Directamente de Cangas do Morrazo, a Tuna Rastafari vem a Águeda abrir o OuTonalidades, na sua primeira edição simultânea em Portugal e na Galiza.



Arranca HOJE o 7º Festival “O Gesto Orelhudo”.
Toda a informação em:
http://dorfeu.blogspot.com/2008/09/7-festival-o-gesto-orelhudo-todo-o.html
http://issuu.com/dorfeu/docs/e-livrinho_fogo08?mode=embed&documentId=080725120316-92509657eae94a05ad5056c63c28b5fd&layout=grey


http://www.dorfeu.com/
http://dorfeu.blogspot.com/



--------------------------------------------------------------------------------


--------------------------------------------------------------------------------
Instituição Cultural de Utilidade Pública | Estatuto de Superior Interesse Cultural

d’Orfeu Associação Cultural


Águeda: microclima cultural

Tema dos Skewer em animação Italiana

Uma produção da Plasmedia junto com a Shape Productions, para a MTV ITALIA, sobre a direcção de Hermes 'Hem'. .
URBANJUNGLE IL GRUNGE http://it.qoob.tv/go_video.asp?id=12588

O tema Stayed dos Skewer fez parte desta animação Urban Jungle - Grunge, uma produção Italiana da Produtora Plasmedia, sob a direcção de Hermes 'Hem'. Mais info em www.plasmedia.it ou http://www.myspace.com/arkivio

Urban Jungle é uma animação a descrever de forma humoristica os estilos de música.


m_pombeiro@meo.pt
http://www.myspace.com/skewerband

quinta-feira, outubro 02, 2008

Dr1ve e Lúcia Moniz em filme

RTP-África com Liliana Lourenço



Liliana Gonçalves está na RTP áfrica com o programa "Latitudes" pelas 21 horas.

Festival Reebok Hiphop


No próximo dia 5 de Outubro iremos realizar o 1º Festival Internacional Reeb HipHop Kingz.
Decorrerá em dois períodos distintos: tarde e noite do dia 5 Outubro (Domingo) Este festival tem por objectivo divulgar as diversas vertentes da cultura HipHop, proporcionando momentos de especial e agradável entretenimento. O Festival terá nomes internacionais como Afu-Ra (USA), Masta Killa (do grupo histórico Wu Tang Clan (USA), DJ P.F Cuttin' (USA, Blahzey Blahzey), JRO (do grupo Alkaholiks - USA) e nomes importantes do panorama nacional como Black Company, Dealema, NBC, Mundo Complexo, Nigga Poison, Royalistick, Nerve, Bob Da Rage Sense entre outros…

Festival "O gesto orelhudo"

Contam-se as horas para a grande festa da musicomédia!

7º Festival “O Gesto Orelhudo”
http://dorfeu.blogspot.com/2008/09/7-festival-o-gesto-orelhudo-todo-o.html

Está à porta a 7ª edição do Festival ‘O Gesto Orelhudo’, certame de referência dedicado à musicomédia internacional, que se realiza de 3 a 10 de Outubro em Águeda. Esta é a sua mais planetária edição de sempre, com grupos e artistas da Alemanha, Itália, França, Espanha, Portugal, Cuba, Equador, Argentina e Austrália. Não perca pitada do festival.

DESTAQUES DO FIM-DE-SEMANA DE ABERTURA

Sex 3 Outubro, Espaço d’Orfeu


22h00 Pas Par Tout (Alemanha)
Este trio faz da rua o seu palco. O riso é o propósito das suas animações músico-teatrais cheias de momentos burlescos. ‘Klops’ é uma pequena comédia musical sem palavras, em que três velhos loucos fazem o seu número: não se diria que são trapalhões, antes atrapalhados. Os alemães apresentam ainda ‘Cock Tales’, animação itinerante em que o público é surpreendido por personagens musicais saídas directamente do... galinheiro.


23h00 Dúmbala Canalla (Barcelona)
Músicas de circo, ciganas, marcianas, catalãs e outros estilos festivos por inventar. O concerto dos Dúmbala Canalla, uma espécie de banda nómada, vai dar num grande fim-de-noite na tenda. Festa absoluta em palco e fora dele!




--------------------------------------------------------------------------------
Sáb 4 Outubro, Espaço d’Orfeu


22h00 Microband (Itália)
A orquestra sinfónica mais pequena do mundo. Ei-los de volta, melhores que nunca. Não se esgota a originalidade e criatividade dos Microband, uma referência mundial da música cómica. O musicalmente impossível torna-se possível às mãos deste duo que combina um virtuosismo instrumental quase acrobático com uma comicidade inigualável. Um (des)concerto hilariante para deixar o público do Gesto Orelhudo de boca aberta!


23h30 O Menino é Lindo (Portugal)
O Menino é Lindo é uma pequena fanfarra de Lisboa, inspirada na tradição dos grupos de sopros que acompanham as marchas populares. É composta por músicos de craveira e um animador de serviço que lhe dá para onde está virado. Atreve-se a improvisar, cantar e pôr tudo num virote! O público vai fazer parte da festa.


--------------------------------------------------------------------------------
DIAS SEGUINTES

Seg 6 Outubro
Lost Locos (Cuba, Equador, Argentina)
http://www.lostlocoscomedy.com/

Ter 7 Outubro
Melingo & Maldito Tango (Argentina)
http://www.danielmelingo.com/

Qua 8 Outubro
Vaguement la Jungle (França)
http://www.vaguementlajungle.com/

Qui 9 Outubro
Gadgets (Austrália)
http://www.joelsalom.com/

Sex 10 Outubro
Toques do Caramulo & Galandum Galundaina com convidados [Auditório de Recardães]
http://www.myspace.com/galandumgalundaina http://www.myspace.com/toquesdocaramulo
A Tuna Rastafari (Galiza) [Tenda Espaço d’Orfeu]
http://www.myspace.com/atunarastafari



http://www.dorfeu.com/
http://dorfeu.blogspot.com/

Revolta em Portalegre

A Revolta vai estar em concerto na Recepção ao Caloiro em Portalegre dia 3 Outubro (Sexta-Feira) pelaws 22:30h

Samim + Miguel Toro + Miguel Rendeiro nos 25 anos da Pedra do Couto

domingo, setembro 28, 2008

A'Project + Blábláblá + Alf + A Estranha + Moosetank



Um evento do blog:

www.movimentoalternativorock.blogspot.com
www.myspace.com/movimentoarock
movimentoarock@gmail.com

sábado, setembro 27, 2008

Blog a visitar: "Movimento alternativo rock"

É mais um blog para divulgar o rock cantado em português: www.movimentoalternativorock.blogspot.com

Playlist deste blog para esta semana

-Vasco Moreira-"Quarta"
-Carlos Paredes-"Verdes Anos"
-Lisamona-"Old Back the rain"
-Táxi-"Táxi"
-Blue House Band-"Monster rising up"
-Manifesto-"Aos domingos vou à bola"
-Arte & Ofício-"Where yo're going tonight"
-NZZN-"Vem daí"
-Sugar Leaf-"Everything is so confusing"
-Vigem Suta-"Tempo com falta de tempo"

The Loyd em S.ta Maria da Feira

É já no próximo dia 27 de Setembro (Sábado), pelas 22 horas, que a banda the LOYD irá apresentar no Bar Rua Direita, em Santa Maria da Feira, o seu video do single de apresentação "Tear In the Pocket". O evento será marcado ainda por uma actuação ao vivo em formato acústico.



the LOYD | tlm. 922 148 680

Novidades da promotora "Spirit"



The Shortcuts celebram um ano de existência

The Shortcuts celebram um ano de existência com um concerto especial cheio de convidados.

Primeiro sábado de cada mês, um cantor diferente sobe ao palco para interpretar temas que marcaram o seu percurso como músico.
Após um ano, para festejar juntam-se diversos músicos com quem partilharam o palco.
Um clima de festa é sempre esperado e este será ainda mais especial.


Tiago Bettencourt, Paulo Ramos, Patricia Silveira, Patricia Antunes, Filipe Gonçalves, Elaisa, Mariana Norton, Milton Gulli, Walter Benjamin, Tó TC Cruz, Bruno Rocha, MC Sensi - Vozes

Vasco Teodoro - Guitarra
Lúcio Vieira - Teclados
Victor Zamora - Piano
Rita Nunes - Saxofones
Mark Cain - Saxofones
Demétrio Bezerra - Trompete
Alexandre Andrade - Trompete
Tiago Alves - Baixo
Tânia Lopes - Percussões
João Correia - Bateria

Espaço cultural Eira



















26 de Setembro de 2008 (1 longa-metragem em ante-estreia, 1 inauguração de exposição, 1 jam session especializada, 3 ou mais djs, 1 nota da direcção)



"Beasts of No Nation"



Migrant Mother, de Dorothea Lange



Consta-se por aí que, no fim de tudo o que se está a passar e passando-se como se prevê, que cerca 3 a 4 triliões de dólares terão sido injectados em companhias financeiras pelo governo norte-americano para suster a corrente crise capitalista. Incluindo Fanny Mae, Freddy Mac, AIG, os actuais 700 biliões em discussão, mais o novo caso do Washington Mutual e o que por aí se adivinha.

Só a quantia do plano de intervenção da administração Bush, os tais 700 biliões, é mais do que o Fundo Monetário Internacional gastou em financiamentos desde o fim da II Guerra Mundial. Dinheiro que os ultra-endividados EUA vão ter de pedir emprestado, já!, ao mais do que ultrapassado G7 (que também não terá o suficiente) e a outros países do mundo (imaginem quem tem liquidez…). Para ir cobrando posteriormente aos seus próprios cidadãos (e, lateralmente, a outros).

A questão de dar a companhias financeiras este astronómico montante está suscitar uma consciencialização política sem precedentes nos EUA em décadas. A população pergunta-se se esse dinheiro não seria melhor aplicado num sistema nacional de saúde gratuito, em cobrir as hipotecas de primeiras habitação dentro e fora da crise do sub-prime… Aliás, é a própria CNN das resorts no Dubai e dos Business Today a subversivamente caricaturar o que se podia fazer com tanta massa: xis viagens ao espaço, éne filmes Titanic, ípsilon CERNs…

É quase totalmente unânime que tudo isto se deve ao ultra-liberalismo. E a própria palavra liberalismo começa mesmo a tornar-se nódoa intelectual, política e ética nos dias que correm, entre os mais diversos quadrantes. Mas como as palavras também são frutos e falhas temporais (de como são ditas, escritas ou lidas) talvez convenha lembrar que foi o liberalismo que fez sair do Porto, em 1820, a declaração de uma constituição liberal (económica, concerteza; mas também política, social e filosófica) que tomou a capital, envolveu o país em décadas de guerra civil e pode ser ainda hoje reconhecida em alguns fundamentos da Constituição da República Portuguesa.

É de um poema sobre isto que Sério Fernandes parte para nos apresentar a sua última longa-metragem, em ante-estreia absoluta no Eira, esta Sexta-feira. O filme chama-se Soidades e o poema, No Mar, é de Almeida Garret na recordação do primeiro aniversário da dita convicta declaração constitucional.

Algures no cruzamento destas linhas, Catarina Laranjeiro estira-se da psicologia para tirar fotografias de algo que se pode enquadrar na chamada globalização. E, passe a nota pessoal, tem a mania de se atravessar com algumas pessoas apenas em momentos em que a história se faz; como quando o terrorismo se impõe, como quando a crise capitalista regressa. Mas o mais importante (e daí a premonitória última nota poder ser relevante) é que lança exactamente aí uma curiosa ideia: "as migrações são a maior riqueza do século que começa".

Qualquer português médio, dos que têm naturais raízes dos celtas aos japões, tem de perceber o conceito e tê-lo como certo. Por isso a exposição que se inaugura terá o nome de MiGo, por isso há tempuras, alheiras e sarapatéu; repentismo e desgarradas, semba e samba; e é natural que assim seja. Outro tanto será fazer reconhecer naturalmente a riqueza de que fala.

Foi perante essa única real riqueza, a humana, que Dorothea Lange se deparou na Grande Depressão, esse primeiro enorme buraco negro do liberalismo económico. A mesma que Laranjeiro quer captar noutro processo migratório, a mesma que terá ficado ao largo de Lampedusa ou das Canárias esta noite, a mesma que esperamos não ter de ver revelada assim em nós daqui a seis meses como nessa mãe migratória dos anos 1930.

Como depois do crash de 1929, que foi vingado pelo new deal de Roosevelt, também os povos africanos esperavam nova esperança a seguir ás sangradas independências conseguidas a partir dos anos 1950. Mas, na maioria dos casos, o que encontraram foi corrupção e mais pobreza. Foi contra isto que Fela Kuti lutou quando resolveu cruzar numa só músicas de África e da América para criar o afrobeat que esta semana está no Eira pela mão de cinco libertados músicos.

Contra isso e contra os poderes ocidentais que o permitiam porque dava azo à proliferação económica neo-liberal que hoje pagamos e que despontou nos anos 1980 nas políticas de Margaret Thatcher e Ronald Reagan, ou, nas palavras de Kuti, das "Beasts of No Nation"

:

25 set, qui

23h00

AFRO BEAT JAM SESSION

concerto

donativo 2€





O termo afrobeat foi cunhado ainda nos anos 1960 pelo próprio Fela Kuti, nome maior do género e que o viria a popularizar verdadeiramente na década seguinte.

Música de torna-viagem, reza a lenda que a sua designação surge quando Kuti regressa de uma tournée nos Estados Unidos da América. Ao highlife, à época popular em toda a África equatorial, e às raízes rítmicas yoruba da sua Nigéria natal, Kuti iria somar o funk e o jazz, mais assertivas intervenções políticas sobre a África independente que então se erguia.

Em poucos anos, o afrobeat ultrapassou as fronteiras nigerianas para os estados vizinhos do Golfo da Guiné e para toda a África (por exemplo, o All Music Guide apresenta como bandas exploratórias do género os Soul Ethiopia Afro Beat Band ou os… Duo Ouro Negro), tornando-se visível a nível mundial. Ao mesmo tempo que galgava fronteiras estílisticas: os vizinhos ganenses incorporaram o seu dancehall (não confundir com o jamaicano), a partir de Londres os Osibisa estendiam-no pelo rock progressivo, a Valentim de Carvalho de Luanda registava incursões do género no território merengue… Na segunda metade e dos anos 1990 e nesta década, o afrobeat torna-se num filão mundial para a exponencial cultura dj e para o hip hop tornado mainstream, ainda mais ajudados pela incessante edição de verdadeiros achados arqueológicos (vide Soul Jazz Records, Soundway ou a portuguesa Difference/Som Livre).

Fela morreu em 1997, vítima de SIDA; hoje o afro-beat tem como nomes maiores o seu filho, Femi Kuti, os Antibalas ou Tony Allen (baterista de Fela, e de carreira, por vezes, bastante ocidentalizada).

No Eira vão estar Paulo, nas congas; Kiko, no baixo; Mota, na guitarra; Mortágua, no saxofone e David Lacerda na bateria.



26 set, sex

21H30

NOITE DOS REALIZADORES

cinema

d 2€

+

23h30

ROCK 'TILL YOU DROP!!

(Sónia Ámen vs Sá)

dj

d 3€



Noite dos Realizadores





Soidades, de Sério Fernandes

Soidades é a nova longa metragem de Sério Fernandes, realizador central da "escola do Porto", cidade onde mais uma vez centra a sua objectiva.

Um filme em três partes (prólogo, corpo e epílogo) que parte do mote de Almeida Garret, liberal e portuense:



"Oh pátria, oh pátria minha,

Que dia de ventura!

Que sincero, que puro regosijo

Em praças, em theatros não rebenta,

Em sinceros prazeres,

Festas condignas de um liberto povo!



E eu mísero e mesquinho,

De mágoas retalhado,

Só vejo a vasta solidão dos máres,

Só a mudez dos céus no azul monotono,

E um sol que as luzes balda

N'essa immensa solidão que me circunda.



Lembranças, que me affogam

De angústia e de martýrio,

Vêem recordar-me a pátria, amigos, tudo,

E deixar-me depois – se é que me deixam,

Em vão pelo horisonte

Rastrear de olhos longos a esperança.



Assim o vago Ulysses

Longe da cara esposa,

Do filhinho, do pae, todo saudades,

Só pede aos deuses crus por graça extrema

Ver dos paternos lares

Erguer-se o fummo, e morrerá de gosto.



No mar – Agosto 24, 1821

Anniversário da Revolução de 24 de Agosto"



Ficha técnica

Realização e produção: Sério Fernandes; fotografia e câmara: José Alberto Pinto; montagem: André Couto; som: Álvaro Melo; maquilhagem: Brígida Velhote; Assistentes: Luís Miguel Sousa e Brígida Velhote; djing: Sónia Ámen; interpretação: Mariana Figueroa, Joana Marques, André Couto, Nuno Malheiro e Nuno Sá; figuração: Maria Filomena Cardoso. A Peludinha Filmes, Portugal, 2008.



Sessão mensal programada pelo Cineclube do Porto com obras de novos realizadores independentes.

http://cineclubedoporto.canalblog.com



Rock 'Til You Drop!!



"pop-rock, rock-alternativo, indie-rock, punk-rock, rock-progressivo, electro-rock, and rock'til you drop!!"





27 set, sáb

23h00

MIGO

inauguração exposição de fotografia

+

24h00

BARRABÁS CREW

dj

entrada livre



MiGo



"Gosto dos olhos. De olhar. De quem me olha. Gosto de olhos, que olham. Gosto de olhos que sabem a sal. Que cheiram a terra seca. Gosto de olhos amargos e doces. Ternos. Gosto de ouvir histórias através dos olhos.

Histórias de uma cultura reinventada, fruto dos diferentes referenciais culturais que as migrações suscitam e misturam. Com ternura. E amargura. O ter partido, e querer regressar. O já ter nascido cá, mas sentir que nunca se chegou. O estarmos todos juntos, e isso não ser fácil. Mas continuarmos juntos.

Procurei retratos que fossem mensagens de ilusão e esperança num futuro que já começou há muito tempo. Demasiado tempo. Porque acredito que as migrações são a maior riqueza do século que começa."



Biografia: Catarina Laranjeiro nasceu em Guimarães em 1983. Aos 18 anos muda-se para Lisboa onde se licencia em Psicologia Social. Mais tarde estuda fotografia na escola Oficina da Imagem. Actualmente vive em Berlim onde colabora em alguns trabalhos de fotografia e cinema.



Barrabás Crew



A razões imponderáveis cada vez mais frequentes, o Barrabás original (o do Eira, não o do Novo Testamento; pesem embora as sazonais semelhanças físicas) resolve tirar o pó a uma colecção de discos herdada de tempos que, para muitos imberbes, se confundirão com os próprios bíblicos.

Para isso nada melhor que as experientes agulhas do Eira.

Como Pilatos, o restante pessoal lava daí as suas mãos. Mas segue pelos ímpios caminhos do jazz, do blues e do rock'n'roll.





Comunicado da direcção





O Eira está a mudar... está a crescer, a ficar mais aconchegante.

Acaba de chegar o bilhar, um novo balcão (desta vez um a sério, sem improvisos), mais algumas mesas e cadeiras.

Aos pouquinhos vamos conseguindo atingir os objectivos inicialmente propostos.

Até ao final do ano (se tudo correr como é suposto), teremos novas cores, mais casas de banho e a sala de ensaios.

Continuamos é a precisar e a aceitar ajuda, apoios, ofertas... tintas, mobília, livros, bibelots... O que acharem que nos possa ficar bem...





EIRA PARA A SEMANA:



29 set, seg

1000 €

dj



30 set, ter

STRICLY BLUES

dj



01 out, qua

BARRABÁS CREW

dj



02 out, qui

23h00

SLIP

dj



03 out, sex

21h30

STRICLY ROOTS (Portal do Reggae)

dj



04 out, sáb

00h00

MY TRULY MAGNIFICENT BAND

concerto

+

BACKSTAGE HEROES

concerto



WORKSHOPS



Segundas feiras, das 20h30 às 22h30

Quintas feiras, das 18h30 às 20h30

Sábados, rodas em horário combinável

CAPOEIRA ANGOLA



Género: capoeira.

Nota: aulas orientadas por Russo.

Donativo: 35€/mês. Duas pessoas doam apenas 25€ no primeiro mês.



Quartas feiras, das 20h45 às 22h45

DANÇAS TRADICIONAIS



Género: danças do mundo.

Nota: aulas orientadas por Sophie Kalisz. Recomeça a 01 de Outubro; inscrições abertas.

Donativo: 25€/mês.



Quartas e Sextas-feiras, das 20h30 às 22h30

FLAUTA DE BISEL



Género: instrumento musical.

Nota: formação por Cecília Paçanha. Começa a 3 de Outubro; inscrições abertas.

Donativo: 35€/mês.



15 Setembro a 15 de Outubro

Segundas-feiras, das 18h30 às 20h30

Sextas-feiras, das 20h30 às 22h30

TEORIA MUSICAL E SOLFEJO



Género: música; oficina de iniciação.

Donativo: 50€. Inscrições abertas.



17 Setembro a 19 Dezembro

Quartas e Sextas-feiras das 18h30 às 20h30

TEATRO



Género: expressão dramática; oficina de iniciação com apresentação final.

Nota: oficina orientada por Renata Portas.

Donativo: 50€/mês. Inscrições abertas.






A Eira é uma associação. Como tal, pretende e procura associados para relacionamentos em aberto. Fichas de inscrição na Rua Chã, 127; Porto (secretaria e/ou bar, conforme as horas).

http://chadaseiras.blogspot.com

www.myspace.com/barrabassoundsystem

barrabassoundsystem@gmail.com




Metro: S. Bento

Rua Chã 127

barrabassoundsystem@gmail.com
chadaseiras.blogspot.com
myspace.com/barrabassoundsystem
938612863 (Inês Guedes)
931147485 (Nuno Cabral)

segunda-feira, setembro 22, 2008

Academia

Agenda de Dupla Consciência

3 de Outubro - FNAC Almada Forum - Almada - 21h30
4 de Outubro - FNAC Cascais Shopping - Cascais - 21h30
5 de Outubro - Festival Reebok HipHop Kingz - Carcavelos - 15h50
11 de Outubro - FNAC Gaia Shopping Porto - 17h00
11 de Outubro - FNAC Braga Parque - Braga - 22h00
16 de Outubro - Auditório RDP África - Lisboa - 16h00
25 de Outubro - FNAC Algarve Shopping - Albufeira - 17h00
1 de Novembro - Black Coffee - Lisboa - 22h00

Dupla consciência com novo CD

Quatro anos após o aclamado álbum de estreia, Nossas Vidas, os Dupla Consciência (DC) regressam com um novo trabalho: CELEBRAÇÃO.
Um álbum de dedicatórias e vivências marcado por uma sonoridade única e refrescante, cuja assinatura se divide, em partes iguais, entre um formalismo clássico e uma energia contemporânea. Uma reinterpretação das influências do duo, bem presente no single de estreia "Music".
A juntar-se aos anfitriões temos Dulce Neves, Natalie Insoandé, The Room 74, Kasiel, Uad, Genetics, Pass One, entre outros...

quinta-feira, setembro 18, 2008

Playlist

1-Vasco Moreira-"Quarta"
2-Carlos Paredes-"Verdes anos"
3-Lisamona-"Old back the rain"
4-Táxi-"Táxi"
5-Blue House Band-"Monster rising up"
6-Manifesto-"Aos domingos vou à bola"
7-Roxigénio-"Stiff nicked obstinated"
8-Arte & Ofício-"Where you're going tonight"
9-Remédio Santo-"Sonhos à espreita"
10-NZZN-"Vem daí"

sábado, setembro 13, 2008

Playlist deste blog

1-Lisamona-"Old back the rain"
2-Carlos Paredes-"Verdes anos"
3-TÁXI-"Táxi"
4-Manifesto-"Aos domingos vou à bola"
5-Gritali & Os Tratantes-"É sempre igual (esta coisa banal)"
6-Roxigénio-"Stiff nicked obstinated"
7-Arte & Ofício-"Where yo're going tonight"
8-Remédio Santo-"Sonhos à espreita"
9-Gritali & Os Tratantes-"Não consigo compreender"
10-NZZN-"Vem daí"

The Cynicals procuram vocalista

Queres ser cínico?



Depois de conquistar o primeiro lugar nos maiores concursos nacionais de música moderna, o grupo de rock conimbricense "the Cynicals" procura nova voz para a 2ª vaga de cinismo em Portugal – álbum e tournée.



De qualquer sexo, raça ou credo, se tens boa voz e boa presença entra em contacto com a banda através de thecynicals@gmail.com ou www.myspace.com/somuchadoaboutnothing sendo o mais completo possível nos teus dados, de preferência com a inclusão de fotos e/ou um pequeno clip vídeo/áudio.



Vem re-inventar o rock com o sorriso mais amarelo de sempre. Senão, podes sempre tentar a força aérea…

Made In Portalegre

No inicio de Outubro o CAEP, na festa de reabertura da nova temporada, aposta nos artistas do Distrito de Portalegre e apresenta o Festival Made in Portalegre. Assim teremos numa vertente mais próxima da musica ligeira, Francisco Ceia que apresentará o «Encanto do Pó». E a visita de Luísa Amaro, que trará ao Grande Auditório o projecto «In-Canto», onde será apresentado e lançado o novo CD intitulado «Egipthânia», onde sobressai a guitarra portuguesa e o Guitolão do musico "portalegrense" António Eustáquio.

No espaço «Quina das Beatas», continua a aposta nos novos valores da música portuguesa, desta feita com dois projectos portalegrenses, dar-se-á o regresso dos míticos Avô Varejeira e a estreia dos Factor C.

Clunk! em Tomar

Festas da Amadora com nomes Nacionais e Internacionais





No próximo dia 13 de Setembro vai ser possível ouvir os êxitos de 2 nomes emblemáticos dos anos 80 .



Fisher Z e o seu carismático líder John Watts vão apresentar um concerto em que os êxitos que popularizaram a banda são a cereja no topo do bolo.



Lloyd Cole também vai apresentar um concerto recheado de êxitos da sua já longa carreira.



O melhor de tudo é que a entrada é livre !



Assim apareçam no dia 13 de Setembro pelas 22 horas no Parque Central da Amadora.



No dia 12 há também concertos gratuitos com a nova coqueluche do Rap e Hip Hop nacional, Dama Bete que vai actuar na primeira parte do consagrado Melo D. O DJ Rocky Marciano abrilhanta a noite com intervenções antes, durante e após os concertos de dia 12.