domingo, maio 31, 2020

ElectroBluesSociety feat Boo Boo Davis - Chicago Blues Covers EP

"In 2018 ElectroBluesSociety, an experimental electro blues duo form the Netherlands,  did a recording session with Mississippi blues man Boo Boo Davis.
During one of the European tours of Boo Boo they went in the studio and in 3 hours they recorded 7 songs. Together they went back to the classic Chicago blues and afterwards added a little electro blues. These 7 tracks were released as singles during 2018 and 2019. On this new release we put them all together. You will find cover versions of several Chicago blues classics from Howlin’ Wolf and Elmore James.
The EP is released on KuvVer Records: a sub label that we created to release cover versions of well known songs. "
.....

KuvVer Records
Black and Tan Records 



sábado, maio 30, 2020

Visitas +


Romênia

Estados Unidos

Portugal

França

Emirados Árabes Unidos

Hong Kong

Canadá

Brasil

Alemanha

Benin 



 

Ian Hunter - "River of tears"


ZEEBA - Novo single

 


Promotora:
BMG


Fanttasma - Novo EP

Sob diferente perspectiva estética, novo EP do Fanttasma é lançado e reúne várias convidados especiaisEntre as participações em “Sailing”, destaque para a vocalista do Torture Squad, Mayara Puertas

O Fanttasma é um projeto artístico sem vínculos estéticos capitaneado pelo multi-instrumentista, compositor e produtor musical Rafael Augusto Lopes (ex-Torture Squad, Eternal Malediction).
“Another Sleepless Night”, o disco de estreia, foi lançado em 2013, inicialmente disponibilizado apenas no Bandcamp. Após impressionante demanda, a gravadora Warlock acabou lançando o álbum em CD.
“Another Sleepless Night” recebeu indicações entre “Melhores do Ano” e foi muito elogiado pela imprensa especializada: "(...) o resultado ficou impressionante." (Brasil Metal História); "(...) não deve nada para nomes estrangeiros como Opeth, The Ocean e Katatonia." (Rock On Stage); “Grande estreia.” (Hard And Heavy); “O Fanttasma é uma das maiores revelações do metal brasileiro...” (Metal Temple); "Imperdível e altamente recomendado!" (Hell Divine).

Sete anos é um longo período para não se esperar por grandes mudanças. Ainda mais de um projeto como o Fanttasma que nunca se limitou musicalmente.
“Sailing”, novo EP do grupo lançado no último dia 14 de Maio, reúne três composições inéditas, “Mars Is Here”, “Major Overhaul” e “Sailing”, que são a mais recente tradução do desejar artístico de Rafael Augusto Lopes. Uma proposta musical livre, plural, inclusive em sua concepção, já que em “Sailing” Lopes promove uma reunião de músicos de altíssimo nível, entre eles a vocalista do Torture Squad, Mayara Puertas, responsável pelos vocais principais em “Mars Is Here”.
“Durante as gravações de minha participação com o Living Metal no Casanegra Studio, fui surpreendida pelo convite do Lopes para participar do projeto gravando vozes para a faixa "Mars is Here". Foi uma gravação inusitada que me tirou totalmente da minha zona de conforto dos guturais. Talvez seja uma das canções mais melódicas para a qual emprestei minha voz. Fiquei muito feliz com o resultado. É uma honra contribuir em um projeto do Rafael Augusto Lopes que é um grande guitarrista e produtor, e que fez parte da história do Torture Squad.”, comentou a vocalista.
Outros convidados especiais em “Sailing” incluem Victor Cutrale (vocal em “Major Overhaul”), Daniel Wegan (vocal em “Sailing”), Stella Rocha (backing vocals em “Mars Is Here”), Lucas Emidio (bateria em "Mars is Here" e "Major Overhaul") e Rafael Paiola (backing vocals em “Mars Is Here”). A capa de “Sailing” também é uma pintura a óleo sobre tela do artista Rafael Romanelli (também guitarrista do Living Metal).

De acordo com Rafael Augusto Lopes, as músicas de “Saling” foram compostas há mais ou menos dois anos.
“Eu estava totalmente dedicado à música dos meus clientes e deixei essas de lado. Mas no segundo trimestre de 2019 tirei da gaveta e começamos a gravar. Tive dúvidas se era o período certo para lançar com tudo o que nós todos estamos vivendo, mas nós precisamos continuar. E sou muito grato aos músicos que me acompanharam nessa jornada e fizeram essas músicas se tornarem realidade."
A respeito do direcionamento estético do EP, Lopes completou:
"Para mim o Fanttasma não tem nenhuma amarra musical, o que fez com que essas três músicas novas sejam bastante diferentes entre si, e também diferentes do primeiro álbum. Isso não significa que os próximos trabalhos vão soar parecidos com "Sailing", nem que vão soar parecidos com o "Another Sleepless Night". Aos poucos a identidade do Fanttasma vai se tornando mais clara e englobando todas essas sonoridades".
Para ouvir “Sailing” nas plataformas digitais, acesse:
Spotify: https://spoti.fi/35WV0Ut
Deezer: https://bit.ly/2WUVczy
iTunes: https://apple.co/3cwXlrA
Google Play: https://bit.ly/3fIBuzw
Amazon: https://amzn.to/2WvwOFA
Youtube: https://bit.ly/2zLsXLI

O disco de estreia do Fanttasma, “Another Sleepless Night”, também foi recentemente relançado para todas as plataformas digitais de música.
Para ouvir, acesse:
Spotify: https://spoti.fi/2WCJwRI
Deezer: https://bit.ly/2yENUYm
iTunes: https://apple.co/2yCzUhN
Google Play: https://bit.ly/2Wb86tQ
Amazon: https://amzn.to/2SKbNF3
Bandcamp: https://bit.ly/2YJZ1d9
Youtube: https://bit.ly/2xMna86


Promotora:
Som Do Darma

Catálogo das próximas estreias da "Films4you"

BREVEMENTE NOS CINEMAS
 
Face a uma possível re-abertura das salas de cinema a partir da próxima semana, a Films4You revela o catálogo das próximas estreias. As datas serão anunciadas em breve.

 
Ramen Shop - Negócio de família

O caso Collini - O lado negro da Justiça

Honeyland - A terra do mel

As andorinhas de Cabul

Vic o Viking - A espada mágica

Capitão dentes de sabre e o diamante mágico


sexta-feira, maio 29, 2020

Visitas +


Romênia

Estados Unidos

Portugal

França

Emirados Árabes Unidos

Hong Kong

Alemanha

Canadá

Brasil

Benin 


 

quinta-feira, maio 28, 2020

Yolanda Soares & Miguel Ramos - "Fado permanente"

 Yolanda Soares cria  "Fado Permanente" em tema original de Fado Chill Out de sua autoria.

"Fado Permanente" é o título do novo tema original que a cantora crossover Yolanda Soares assina como autora juntamente com António Lopes Golçalves , o compositor, músico, arranjador e seu colega de alguns anos, que já fez parte dos seus antigos projectos, Musicbox Fado em Concerto de 2006 e Metamorphosis de 2010.

Yolanda Soares afirma que tem várias composições do músico na "gaveta", para as quais contribuiu com letras suas e até compondo a linha melódica tendo um prazer redobrado nesta tarefa, já que escrever e improvisar melodias é algo de bastante natural desde pequena e que pretende dar continuidade .

Este tema fala da saudade, da dor da ausência, da distância, mas focando-se no seu lado mais belo e poético, onde essa condição de se estar em constante espera por algo que nunca vem, e em silêncio, se torna soberana e eterna,  criando o Fado. O Fado Permanente.

É uma forma de estar na vida, diz Yolanda, e mesmo não sendo fadista de raiz, sente que esta forma de estar, foi e é a sua. Diz: "Desde pequena que espero algo que não vem, que está eternamente ausente. Tenho uma espécie de angústia constante. Mas uma angústia que, de certa forma, me dá algum prazer. Como se necessitasse disso para sentir, digamos que, a eternidade. Que há mais alguma coisa que me espera. Eu não sou fadista mas sinto-me uma  "mulher do fado". Tenho momentos de total silêncio numa espera constante por algo. E sou assim desde pequena...". Há quem lhe chame inquietação.

Para dar toda a alma do Fado que Yolanda queria para este tema, convidou o magnífico fadista Miguel Ramos para se juntar a ela. "...A voz do Miguel neste tema novo , foi gravada há cerca de um ano, precisamente na minha casa . Era para ser apenas uma maquete pois não tenho nenhum estúdio. Mas acabei por utilizar esta gravação da voz dele , e seguir em frente com o que faltava pois agora estivemos impedidos de nos juntar para voltar a gravar....." dada a situação de pandemia.  

“Fado Permanente” estará disponível a partir de dia 28 deste mês nas plataformas digitas . 

 

 


Concurso de Piano de Oeiras abre portas a outros países

Por te passado para o formato online, o Concurso de Piano de Oeiras, ampliou as inscrições a alunos de diversos países, abrindo portas à internacionalização do próprio Concurso. O evento conta assim com 100 inscrições de alunos de Portugal, Brasil, Rússia, Roménia, Turquia e Espanha, com idades compreendidas entre os 5 e os 25 anos.

O Concurso de Piano de Oeiras (CPO) que teria lugar no Parque dos Poetas, entre 26 a 28 de junho numa iniciativa da Associação CulturXis, com o apoio da Câmara Municipal de Oeiras, será o único a realizar-se este ano. Dada a situação atual, optou-se pela realização do Concurso em formato on-line, e as provas são transmitidas, nos mesmos dias, através das diversas plataformas digitais do Município de Oeiras e do CPO.

A alternativa digital acaba assim por garantir a segurança e o conforto de todos os participantes e de quem os acompanha. Uma prática que está acontecer em muitos concursos a nível mundial e de acesso ao ensino superior do nosso País.

Em virtude da incerteza no que respeita a deslocações extra-comunitárias, os jurados Gulsin Onay (Turquia) e Jeffrey Swann (New York - E. U. A.) não poderão integrar a edição de 2020. No entanto, pelo seu valor internacional, o convite estendeu-se para a posteridade.

A nomeação de dois novos jurados foi célere e o colectivo encabeçado por Carla Seixas conta agora com Adriano Jordão (Portugal), de carreira artística internacional, e Constantin Sandu (Roménia), amplamente premiado internacionalmente, acarinhado pelos seus pares no nosso país e, ainda, extremamente procurado pelos jovens pianistas para a sua formação superior. Que se juntam assim a António Toscano, Luísa Tender, Jorge Martins e Tiago Nunes.

Constantin Sandu irá assumir o Recital de Abertura, com obras de Beethoven, em homenagem aos 250 anos do músico celebrados este ano.

Recorde-se que o CPO assume-se como o palco do trabalho desenvolvido por jovens pianistas, numa oportunidade de apresentarem o trabalho desenvolvido perante um Júri diversificado entre docentes/concertistas de referência nacional e internacional.

A Edição 2020 do CPO assume-se como parte integrante na formação dos estudantes de piano, uma meta e valorização do trabalho desenvolvido por professores e alunos, especialmente, quando escasseiam oportunidades de performance, nesta reta final do ano letivo.

Pelo excecional panorama que vivemos, a organização reitera a convicção de proporcionar uma experiência adaptada à realidade atípica, e, enfatiza a relevância do estímulo ao estudo dos alunos que se encontram em casa, bem como o objetivo de se apresentarem a uma prova, independentemente do seu formato.
Facebook
Website

terça-feira, maio 26, 2020

Ron Wood - "Josephine" - Ao vivo


Visitas +

 
Austrália

Estados Unidos

Emirados Árabes Unidos

França

Portugal

Espanha

Taiwan

Alemanha

Hong Kong

Brasil

 


Entrevista a José Cid

BMP - Olá José Cid!
Novo single, novo álbum á venda. Descreve um pouco deste teu novo CD.
José Cid -  É um álbum de "músicas do mundo"

BMP - Quanto tempo demorou a compor e gravar este disco?
José  Cid - Um ano aproximadamente, mas já tinha anteriormente escrito alguns temas.

BMP - No meio musical dizem que quando lanças um álbum já tens outro na gaveta. Verdade?
José Cid - Sim. "Vozes do Além", de rock sinfónico, abordando poeticamente a reencarnação com a colaboração de 10 poetas sublimes está em masterização!

BMP - O trabalho de estúdio é muito diversificado dependendo do produtor, das suas ideias, do material, formas diferentes de gravação.
Quando estás em estúdio preferes seres tu o produtor áudio ou ter alguém com essa responsabilidade?
José Cid - Divido estéticas e ideias com o meu produtor, Xiko Martins, e nunca temos certezas!

BMP - As mulheres adoram quando alguém lhes dedica uma música. E se for uma música feita para elas, então ainda acham melhor.
Qual foi a reação da tua mulher sobre este teu novo single, dedicado a ela?
José Cid - Inicialmente... chorou! Agora... adora!

BMP - É verdade que no teu estúdio tens todo o material Analógico?
Daquele material que dá a possibilidade de um músico ter uma sonoridade "Real", e difícil de encontrar nos dias de hoje?
José Cid - Absolutamente! Ali só entram músicos e cantores de qualidade. Nunca computadores! Uso um Taskan de 16 pistas. É muito mais divertido e humano gravar em analógico. 

BMP - Normalmente os músicos apoiam as novas gerações nem que seja um incentivo tipo "Vai em frente, grava, nem que seja num Dec de Cassetes". Depois melhoras.
O que é que aconselhas á nova geração de músicos?
José Cid -  Que leiam mais poesia, para se inspirarem e que adquiram para os computadores placas de gravação, e que experimentem e provoquem sempre a originalidade.

BMP - CD + Pen.
É a segunda vez que editas neste formato.
Qual é o teu formato áudio preferido?
Vinil, CD, Cassete ou digital?
José Cid - Vinil e Pen, visto o mercado e as multinacionais pouco inteligentemente, e até malevolamente, terem abolido o CD áudio.

BMP - Este teu novo single é muito genuíno. Bom para se ouvir no dia-a-dia.
És um excelente construtor de baladas. Mas também fazes Rock, progressivo, popular....
Os sentimentos são diferentes. Quando ouvimos e quando fazemos.
As baladas são o teu estilo de música preferido?
José  Cid - Não tenho estilo definido. Gosto de todos e sigo a inspiração do momento.

BMP - Descreve a sensação de entrar em solo dos Estados Unidos para receber o prémio de música mais valioso (Grammy) que qualquer músico do planeta deseja.
José Cid - Uma sensação de muita alegria, gratidão, mas também a responsabilidade de futuros trabalhos! Agora tenho o Mundo mais em cima de mim!

BMP - A última pergunta do BMP é sempre diferente :):):)
Imagina que estás em tua casa, com a tua mulher a servir-te o chá (por exemplo) e chega um aprendiz de teatro a dizer que a tua própria casa não é tua?
Escolhe uma destas três respostas:
- Nada
- Deixas que a autoridade resolva
Ou
- Dás-lhe com uma enchada nas costas
José Cid  - Desato a rir à gargalhada e convido-o a tomar chá!

BMP - Muito obrigado! José Cid é um dos melhores do mundo, e não só em baladas!

.....

- Uma Produção: BMP - Zagati Prod.
- Entrevista conduzida por: Vasco Moreira (Gritali & Os Tratantes) /  Músico e Produtor / Colaborador BMP
- Entrevistado: José Cid

.....

 








segunda-feira, maio 25, 2020

Jacob Melton no Reverbnation


https://www.reverbnation.com/play_now/song_31790178?lp=jacobmelton5_anx_ad_4292644&utm_campaign=bb&utm_source=pi_artist

The Twist Connection ao vivo


Em 2020 o Mundo parou e os The Twist Connection, à semelhança de outros artistas, viram a sua actividade suspensa. Este era um ano que prometia: com um novo álbum, editado a 27 de março, a agenda estava já preenchida e a vontade de levar as novas canções a mais gente e a mais lugares era mais intensa do que nunca.
As canções já se ouvem nas rádios, o álbum está disponível em todas as superfícies digitais e é fácil encontrar os vídeos no YouTube e nas redes sociais. Mas falta o mais importante... Chegaram diferentes convites para a transmissão de actuações caseiras mas a matemática técnica era de difícil resolução e falta electricidade ao rock’n’roll quando guitarra, baixo e bateria estão separados e isolados. A solução ideal surgiu agora: um concerto à porta fechada numa das melhores salas do país.
Play it Safe será a aliada principal e a responsável pela transmissão áudio deste momento único. Mas, porque o momento que vivemos é tão único quanto este concerto, o cineasta conimbricence António Ferreira realizará também um filme do mesmo, contando com a colaboração do fotógrafo Bruno Pires, realizador de vários vídeos da banda. O local? O Salão Brazil, obviamente!
Data do concerto: 29 de maio 2020
Hora: 22:00
Local: www.playitsafe.pt