segunda-feira, outubro 07, 2019

Slimmy ao vivo

SLIMMY EM DIGRESSÃO COM O NOVO ÁLBUM “I’M NOT CRAZY, I’M IN LOVE”

5 Outubro – JP Rock Café – Bragança
9 Outubro – El Rock Bar – Guimarães
19 Outubro – “Slimmy Plays The Smashing Pumpkins” – The Wine Bar - Matosinhos
25 Outubro – Route 206 – Porto
1 Novembro – Side B Rocks – Alenquer
2 Novembro – Stereogun – Leiria
22 Novembro – Avenida Café Concerto - Aveiro

Slimmy está de volta neste início de Outono, com uma digressão com mais datas a acrescentar, para apresentar o seu mais recente álbum “I’m Not Crazy, I’m in Love”.

Em 2007, com o álbum “Beatsound Loverboy”, Slimmy tornou-se na “next big thing” em Portugal, com singles a serem êxitos na rádio, um tema na banda sonora da série do momento “CSI Miami”, convidado para todos os programas de rádio e televisão.
E foi com o álbum "Beatsound Loverboy" que valeu ainda a Slimmy a nomeação da MTV para o Best Portuguese Act e para os Globos de Ouro.
E o sucesso deste álbum não se ficou por aqui, e em 2007, “Beatsound Loverboy” foi considerado o terceiro melhor álbum nacional desde 1994, numa votação realizada para comemorar os 15 anos da Antena 3 em 2009. Destacaram-se os singles “You Should Never Leave Me (Before I Die)” e “Beatsound Loverboy” (6 semanas em número 1 no top da Antena 3 -  a3-30).
Foi a época áurea de Slimmy, uma dos artistas mais carismáticos e dos últimos anos no nosso país.

Ainda no seguimento do lançamento de “Beatsound Loverboy”, o músico portuense Slimmy percorreu o país com a Sex&Love Tour que, entre 2007 e 2009, registou mais de 150 concertos entre os quais se podem destacar, por exemplo, os espetáculos apresentados em festivais como o Paredes de Coura 2007 (palco secundário) e o Marés Vivas 2008 no palco principal, primeiras partes em concertos de Moby e The Prodigy.

De 2010 a 2018 Slimmy continuou a trabalhar, lançando alguns álbum e EP’s, desde Be Someone Else em 2010,  Freestyle Heart em 2013, Left in the dust EP em 2016 e Beatsound loverboy remastered + B sides em 2017.

Enquanto isso a vida de Slimmy levou algumas reviravoltas, e como ser humano que é, teve de lutar e superar essas batalhas que a vida lhe impôs.

E em 2019 surge com I’m not crazy, I’m in love, uma resposta emotiva e positiva de SLIMMY a uma depressão que o afastou durante alguns anos, cujas marcas deixadas se refletem nas histórias das canções, com destaque para uma aposta forte no português e numa sonoridade mais pop.
I’m not crazy, I’m in love, o 4º disco de originais contém 10 temas em Inglês e 5 em português.
O último single extraído do novo álbum “Becoming Adonis”, encontra-se já a passar em várias rádios nacionais. Slimmy está também a preparar uma nova digressão - CRAZY/LOVE, com um espetáculo renovado.

 




Sem comentários: