domingo, março 31, 2019

Visitas +


Canada

Rússia

Estados Unidos

Alemanha

Ucrânia

Brasil

França

Portugal

Somália

Reino Unido 

 

Steve Jordan & Bobby Keys @ Tribute to Rolling Stones


Noa ao vivo

 

Dia 11 de Maio no teatro Sá da Bandeira no Porto as 21:30h 

Promotora:
MUSIC FOR ALL

terça-feira, março 26, 2019

Clarence Williams Blue Five

 

Em Airplay na rubrica "5 minutos de Jazz" de hoje na Antena 1... e aqui também. 

Posts +







24/03/2019




"Eileen" - Keith Richards & The X-Pensive Winos


Steve Jordan & Keith Richatds


Steve Jordan @ Guitar Center


Rita Joana - Novo single

La Noche de Tu Partida é uma canção de Oswaldo Oropeza Pena; um compositor Venezuelano, sobejamente conhecido na América Latina e amplamente reconhecido no México.

“Assim que escutei esta, canção fiquei rendida às variadas interpretações que lhe escutei... Em nenhuma (tanto nas espanholas como nas mexicanas) se intui a usual história do amante abandonado; escuta-se sim, o alerta de uma alma largada por alguém cujo conhecimento, limitado, da força do outro, o levará a um inevitável arrependimento futuro pela decisão tomada, no momento presente. 
Uma melodia feita de dor mas que nos serve, a todos, a gélida vingança que, em tantas horas já desejámos que ofertar a alguém... 

Rita Joana

Facebook
Facebook


 

Rita Joana 
Videoclip do single "La noche de tu partida" - Álbum "El Cine" a 5 de Abril 


Ideia Original e Direcção Artistica: Rita Joana
Realização, Produção e Edição: Helena Gokotta
Assistente de Realização:Raquel Gandra
Bailarina: Kritika Thakur
Maquiagem: Sandrinha Lourenço
Voz: Rita Joana
Contrabaixo e Baixo Electrico: António Quintino
Trompete e Flauta Transversal: Diogo Duque
Guitarra Clássica, Guitarra Electrica, Guitarra Caipira:Nilson Dourado
Violoncelo: Miguel Mira
 

Gravado nos estúdio:Ponto Zurca em Almada Portugal

Apoio Casa da América Latina, e Embaixado do México, Lisboa

 

Ena pá 2000


domingo, março 24, 2019

"Under my thumb" - Rolling Stones


"Bordeline" - Buckcherry


Entrevista a Patrick Elmer dos Redlizzard

1 — Quem são os Redlizzard?

Os Redlizzard são uma banda que nasceu em Almada em finais de 2007, criada por músicos com um percurso em bandas locais e que encontraram um lugar-comum: a vontade de criar música. Cedo procuramos definir uma sonoridade própria, sem pretensiosismo, aproveitando uma atitude descontraída e positiva, elemento fundamental na banda, e aproveitando também a experiência musical anterior de cada, que é muito diferente! É nessa diferença que assentamos toda a criação e composição dos Redlizzard.

Em 11 anos praticamente fizemos mais de 100 concertos e editamos 1 EP e vamos no 2º  longa duração, sem apoios de ninguém, apenas dos nossos fãs que nos tem acompanhado nos concertos, a compram discos e ouvem-nos em streaming.

Ao longo destes anos os Redlizzard tem tentado crescer, num meio nacional nem sempre aberto a produtos deste género, mas no qual temos vindo a conquistar alguns momentos altos. Tais como a abertura em 2011 do concerto de Bon Jovi no parque da Bela Vista para 56 mil pessoas e como trabalhar com alguns produtores famosos internacionais com Beau Hill e Joe “Slaughter” Foster. Este ano já nos convidaram a estar presentes na abertura do concerto a solo do Marco Mendoza músico de renome mundial. Estas conquistas tem sido fruto de um trabalho duro e de preserverança!

2 — De onde são os Redlizzard?

Originalmente éramos todos de Almada, mas com a entrada recente de dois elementos novos Gerson Santos e Eurico Orvalho, os redlizzard passaram a incluir duas novas regiões Setúbal e Pinhal Novo. Mas continuamos a ser da Margem Sul.

3 — Quanto a produção áudio. São vocês, há outros produtores nos vossos
trabalhos?

Sim, normalmente numa primeira fase os temas são trabalhados pela banda e depois são incluídas algumas pessoas que no ajudam na produção.

No caso do “The Red Album” trabalhamos durante algumas semanas com produtor inglês "Slaughter" Joe Foster, que no seu curriculum tinha a produção de bandas como Jesus and Mary Chain, Primal Scream, ou My Bloody Valentine.

Mais tarde tivemos a possibilidade de perceber o que um produtor americano poderia fazer com o nosso trabalho…  o multiplatinado Beau Hill ( Winger, WARRANT , RATT , EUROPE, KIX , ALICE COOPER ) ouviu o nosso disco e ofereceu–se para trabalhar connosco um single. E em 2016 lançamos esse single ' The Answer '.

Neste álbum incluímos em alguns temas o músico português Nuno Espírito Santo (ex- Braindead, Dias de Raiva, Carlão, Sérgio Godinho) e também o produtor João Martins Sela que trabalha com o Xutos, João Pedro Pais, UHF entre outros…

Já em fase de misturas, o Beau Hill convidou-nos novamente a misturar 2 dos temas com ele. Um dos quais, o lançado agora “Shake It”,  e outro que irão conhecer brevemente…

4 — Qual a vossa Discografia (Maquetes incluídas se tiverem)?

Em 2010 gravamos uma primeira maqueta a qual não chegou a sair, e mais tarde deu origem ao primeiro EP “In Your Face” , que teve uma primeira mistura Rough para o concerto com o Bon Jovi em julho de 2011, mas que só teve o seu lançamento em novembro. Deste trabalho saiu aquele que é talvez o nosso tema mais conhecido “Push It Babe” que está praticamente à 7 (anos) em playlist da 105.4 Cascais FM.

Em 2015 saiu o nosso primeiro LP “The Red Album”, que infelizmente teve pouca promoção devido à saída extemporânea do vocalista.

E neste momento estamos a lançar o novo LP “The Black Album” do qual já sairam os singles “Let It Rock” e “Shake It”. Álbum que irá sair digitalmente a 3 de maio e talvez mais tarde haja uma versão física.

5 — O vosso som tem cheiro de Estados Unidos e Reino Unido. Quais as vossas influências?

Temos muitas e diferentes influências… a grande maioria estrangeiras… como cult, def leppard, ac dc, guns n roses, whitesnake… metallica, iron maiden… deep purple, led zeppelin… beatles, rolling stones …
Por ourto lado cedo procuramos essa sonoridade e quando lançamos o nosso EP de Estreia “In Your Face” que teve uma excelente critica là fora, recebemos algumas indicações de produtores como o Keith Olsen, que nos diziam que musicalmente estávamos lá, mas que ao nível de produção precisávamos mudar algumas coisas… e tem sido nesse sentido que temos tentando ir.

6 — Quem faz as letras e música?

Neste momento toda a banda trabalha nos temas. A princípio existe um maior trabalho de composição meu e do Elvis. Depois ao nível de letras e melodias, apesar de haver um contributo de todos é uma área onde o Elvis e o Gerson estão mais centrados. Depois normalmente sou eu que tenta desenhar a estética e estruturar tudo. E no final é tornar a coisa orgânica onde todos contribuem.

7 — Há algum produtor internacional que gostavam de trabalhar?

Sim todos nós somos diferentes e gostávamos de trabalhar com pessoas diferentes, mas penso que unanimemente o produtor que todos gostaríamos de trabalhar era o Robert "Mutt" Lange.

8 — Projetos para futuro dos Redlizzard?

Neste momento estamos focados em promover ao máximo este novo trabalho que esperamos nos traga muitas datas para conseguirmos financiar o próximo disco… Temos ainda alguns projetos em gaveta que podem surgir brevemente como gravar um disco ao vivo e um acústico.

"Right Next Door" - Robert Cray - Ao vivo


"Six strings down" - Eric Clapton, Robert Cray, Jimmie Vaughan & Robert Randolph


Posts +







21/03/2019

21/03/2019