terça-feira, maio 23, 2017

Luís Jardim - Bio

Luís Alberto Figueira Gonçalves Jardim (4 de Julho de 1950) é um percussionista, professor e produtor musical português nascido na Ilha da Madeira[1]. É primo do ex-presidente madeirense Alberto João Jardim.

CarreiraEditar

Luís Jardim estudou em várias escolas do Funchal, como o Externato Nun’Álvares e o Lisbonense. Fez parte dos Demónios Negros nos anos 60. Foi para Inglaterra estudar Administração Comercial. Em Inglaterra editou sob o pseudónimo de Rouge, foi entre 1973 e 1977, que Luís Jardim com esta banda chegou a vender cerca de quatro milhões de discos. O último albúm que faz para para a CBS é editado em 1981. A sua maneira de tocar e forma de pensar latina introduzem uma onda inovadora na Inglaterra e permitem-lhe a abertura de portas para fazer discos e “tournées” com cantores conhecidos.
Trabalha, desde finais dos anos 70, com o conhecido produtor Trevor Horn em discos como The Lexicon Of Love dos ABCWelcome To The Pleasure Dome dos Frankie Goes To HollywoodSlave to the Rhythm de Grace Jones' ou "Seal", "Seal II", entre outros, de Seal. Colaborou com os Asia nos discos Arena e AuraTom JonesLeo SayerDavid Bowie e Rolling Stones são exemplos de cantores e bandas com quem Jardim começa a trabalhar em 1969.
Depois de trabalhar com vários artistas, chega a fazer “tournées” de um ano com Tina TurnerGeorge MichaelRod Stewart, etc. Luís Jardim toca vários instrumentos. E os que o tornam mais conhecido são a bateria, baixo, percussão, guitarras.
Em 2004 tocou na festa de homenagem ao produtor Trevor Horn.

PortugalEditar

Colaborou com a cantora Ana e com Midus[3][4]. Produziu discos de Rui VelosoJoão Pedro Pais, entre outros.
Jardim fez parte do júri das duas primeiras séries do concurso Ídolos da SIC, foi presidente do júri nos programas da TVI Uma Canção Para Ti e, presentemente, de A Tua Cara Não Me É Estranha[5].

ColaboraçõesEditar

Sem comentários: