sábado, abril 29, 2017

Huey Lewis & The News - "The Power of love" - Live


"Valley sonata" - Vasco Moreira


The Police - "De do do do, de da da da"


Joshua & The Oneway Band com novo single

 



Depois de se darem a conhecer com o apaziguador “Don’t Cry”, encontramos agora os Joshua & The Oneway Band a várias milhas do solo com “Can’t Touch the Ground”, onde se refugiam do caos que os rodeia e se distanciam do que os mantém sãos e conscientes do seu caminho, numa espécie de limbo hedonista.

Revestido de pop electrónica e desenhado à semelhança de temas garridos dos Coldplay ou Avicii, este é já o segundo tema extraído de “First Chapter”, o EP de estreia do quarteto que já se encontra disponível para escuta na The StoreAmazon e Google Play, com o selo da Music For All


Mais novidades do Porto Blues Fest

 



É com orgulho e satisfação, que a produção do Porto Blues Fest anuncia a mais recente confirmação do festival, Álvaro Costa.

O apresentador | Radialista | DJ | Artista de Variedades | Ilusionista | Comentador Esportivo | Mestre em Reiki, figura incontornável da cultura portuguesa será o apresentador e o DJ, de serviço da primeira edição do Porto Blues Fest.

Um festival que, recorde-se, têm como cabeças de cartaz Shirley King e Rui Veloso numa homenagem a B. B. King. Outros destaques desta 1ª edição do Porto Blues Fest são os Delta Blues Riders e Julian Burdock and Danny del Toro Blues Duo. 


https://m.facebook.com/PortoBluesFest 

José Pedro Gomes e António Machado (Filho da Treta) em Guimarães

 
Dia 6 maio no Multiusos de Guimarães

www.cvmusic.pt

Luiz Salgado com música nova

 


LUIZ SALGADO A “GALOPE À BEIRA MAR”

Luiz Salgado é novo e velho sangue. Tradição e modernidade. Canta-nos o Brasil profundo, a folia de reis, o congado e a tradição das festas populares. Canta o mato, a prosa e o causo, combinando-o com elementos de MPB e música caipira, do qual o pegadiço “Galope à Beira Mar” será o mais vívido exemplo.

O tema serve de cartão de visita ao quinto álbum de estúdio do músico mineiro, “Quanto Mais Meus Óio Chora, Mais o Mar Quebra na Praia” (2016), que apresentará ao público português já no final do mês de Julho com o selo da Music For All

Roy Orbison - "You Got it"


sexta-feira, abril 28, 2017

Rui Veloso na Web

 



Shawn Mendes com novo single

Cantor regressa a Portugal a 10 de maio, para um concerto na MEO Arena, em Lisboa
Shawn Mendes acaba de lançar um novo single que já é um verdadeiro fenómeno em todo o mundo. “There’s Nothing Holdin’ Me Back” é o tema inédito que o cantor canadiano lusodescendente revelou esta semana, a poucos dias de iniciar uma nova digressão mundial que passará por Lisboa, a 10 de maio, na MEO Arena, concerto que se encontra esgotado há semanas. 
“There’s Nothing Holdin’ Me Back” já atingiu o 1.º lugar do top de vendas no iTunes em 18 países, entre eles os EUA, Reino Unido, Canadá, Alemanha, Brasil, Áustria, Irlanda, Holanda, Filipinas e Suécia. O single chegou ainda ao top 5 do iTunes em 20 países, nomeadamente em Portugal, Argentina, Dinamarca, Finlândia, Itália, México, Espanha e Suíça.
“There’s Nothing Holdin’ Me Back” tem feito sucesso também no Spotify, estando em 1.º lugar das playlists Teen Party (2,6 milhões de seguidores) e Pop Rising (771 mil seguidores). O single foi ainda incluído à lista New Music Friday em 17 países, entre eles Austrália, Alemanha, França, Itália, Suécia, Indonésia, Singapura ou Reino Unido.
Os media têm também dado um destaque mediático a este novo lançamento de Shawn Mendes, com grandes destaques em publicações como Entertainment Weekly, Billboard, Teen Vogue e sites como Just Jared ou Pop Crush.
 

Haim com novo Álbum

 


Haim de volta com novo álbum, "Something to Tell You", a 7 de julho

Vídeo do single "Right Now" foi realizado por Paul Thomas Anderson
As HAIM estão de volta com o próximo álbum, "Something to Tell You", a ser editado a 7 de julho. O anúncio surge no momento em que acaba de ser lançada uma versão ao vivo do tema "Right Now", o primeiro single retwww.universalmusic.ptirado deste novo disco. Foi também revelado um vídeo de Este, Danielle e Alana a gravarem o tema em estúdio. Paul Thomas Anderson (Boogie Nights, Magnolia) esteve na sessão e rodou o vídeo enquanto o trio gravava o tema. A 3 de maio será editado este que é o primeiro single de "Something to Tell You".
Ontem à noite as HAIM deram uma festa especial onde mostraram em primeira mão à família, amigos e fãs parte do vídeo deste single, no Centers on Fairfax. Foi precisamente neste local que as três irmãs deram o seu primeiro concerto, há 18 anos. Esta semana foi anunciado que as HAIM vão voltar ao Saturday Night Live, a 13 de maio, no programa apresentado por Melissa McCarthy. Esta vai ser a estreia ao vivo de temas inéditos da banda. 
As HAIM voltaram a reunir-se com Ariel Rechtshaid para produzir o seu próximo álbum. As irmãs também trabalharam com Rostam Batamanglij (Vampire Weekend). A poucos dias do lançamento do video de "Right Nos", as HAIM divulgaram cartazes um pouco por todo o mundo, entre Los Angeles, Londres, Berlim, Sydney ou Melbourne, com referências à nova música.
Considerado um dos álbuns mais aguardados de 2017 pela Billboard, Complex, Entertainment Weekly, Pitchfork, Rolling Stone, o próximo álbum das HAIM é o sucessor do aclamado disco de estreia, “Days are Gone”. A Pitchfork declarou-o como “um álbum de estreia vencedor”. A Spin descreveu-o como “perfeição art-pop 80s”. “Days Are Gone” garantiu às três irmãs uma nomeação para os BRIT Awards na categoria de Melhor Grupo Internacional e uma nomeação para o Grammy de Artista Revelação.
Reconhecidas pelas suas atuações entusiasmantes e enérgicas, as HAIM passaram boa parte dos últimos anos em digressão por todo o mundo a promover o álbum de estreia. Desde concertos no Coachella, Lollapalooza, Glastonbury, T in the Park, as HAIM são já veternas dos festivais. Em junho deste ano o grupo volta a atuar no célebre festival de Glastonbury. Têm ainda previstos concertos em festivais na Austrália, Reino Unido e Estados Unidos.  



Tori Amos com novo disco


Tori Amos acaba de revelar o lançamento do seu muito aguardado novo álbum, “Native Invader”, com data de edição prevista para 8 de setembro pela Decca Records. A cantora vai também dar início a uma digressão mundial, que inclui datas na Europa e Reino Unido, entre setembro e outubro, e nos EUA e Canadá, em novembro e dezembro.
Sobre o novo álbum, Tori Amos diz: 
“As músicas de 'Native Invader' estão a ser impulsionadas pelas Musas para encontrarem maneiras diferentes de enfrentar desafios imprevistos e, em alguns casos, conflitos perigosos. O disco olha para a Natureza e como ela, através da resiliência, se cura a si própria. As canções também lidam com a questão: qual é a nossa parte na destruição da nossa terra, bem como de nós mesmos, e nas nossas relações uns com os outros?
“Na vida podemos ser surpreendidos com fogos inesperados, cheias, terramotos ou qualquer cataclismo – tanto dentro como fora das nossas mentes. Sonicamente e visualmente, quis analisar a forma como a Natureza cria com as suas forças opostas, tornando-se a última regeneradora através dos seus ciclos de morte e renascimento. Uma e outra vez ela consegue renovar-se. Poderemos encontrar esta renovação em nós mesmos?”
“Native Invader” é o 15.º álbum de estúdio de Tori Amos, sucedendo-se a “Unrepentant Geraldines”, de 2014, tendo sido o seu 8.º disco a alcançar o top 10 da Billboard. Este será o seu primeiro lançamento através da Decca Records. 
O estilo de escrita confessional de Tori Amos faz com que continue a desafiar fronteiras com a sua música. As suas mensagens, ternura, assertividade e o seu som absolutamente incomparável continuam a conquistar públicos em todo o mundo. Neste novo álbum, Tori aprofunda ainda mais as suas experiências pessoais. 
Uma pioneira, Tori foi a primeira artista de uma editora multinacional a oferecer um single para download. Nomeada para vários prémios Grammy, Tori Amos já viu as suas canções serem transformadas em romances gráficos e produziu vídeos inovadores ao longo de toda a carreira. No final de 2016, lançou o tema “Flicker” para o aclamado documentário da Netflix “Audrie and Daisy”, abordando questões ligadas à violação nas escolas. Uma célebre humanitária, Tori é cofundadora da RAINN (Rape, Abuse and Incest National Network), que é a maior organização nos EUA contra a agressão sexual. 
A digressão europeia de Tori Amos arranca a 6 de setembro na Irlanda. A 4 de outubro atua no célebre Royal Albert Hall, em Londres. 


Deolinda Kinzimba - "Primeira vez"


Pedro Mansa com disco de estreia

Mansa é o primeiro disco do Brasileiro Pedro Mansa, com canções compostas entre 2014 e 2017 gravadas de maneira totalmente independente.  Pedro Mansa é paulista, tem 26 anos e trabalha também com fotografia e vídeo. 

Faixas:
1. As vezes deus capricha
2. O gosto do teu nome
3. O amor é um peso
4.Olhos feios
5. Na tabacaria 
6. Meu prazer tem que ter dor

Ficha Técnica:
Letras: Pedro Mansa
Voz: Pedro Mansa
Violão: Pedro Mansa
Guitarra: Pedro Mansa
Teclado: Pedro Mansa
Ressonator: Marcos Hadlich (As vezes deus capricha)
Baixo: Marcos Hadlich (Olhos feios)
Guitarra: Marcos Hadlich (Olhos Feios)
Violoncello: Marcos Hadlich (Olhos feios) 


quinta-feira, abril 27, 2017

Música de Pedro Abrunhosa dá peça de Teatro no Brasil

“Balada de Gisberta”, de Pedro Abrunhosa, dá música a peça de teatro no Brasil 

Pedro Abrunhosa está a gravar o seu oitavo álbum de originais, a ser editado ainda este ano
Há 10 anos, Pedro Abrunhosa compôs “Balada da Gisberta”, canção dedicada a Gisberta, mulher transgénero que foi assassinada no Porto, em 2006, tendo incluído o tema no álbum “Luz” (2007). Agora a canção foi incluída numa peça de teatro brasileira, simplesmente intitulada “Gisberta”, através da versão que Maria Bethânia fez da canção para o disco ao vivo “Amor, festa, devoção” (2009). 
Entretanto, Pedro Abrunhosa encontra-se a gravar o seu oitavo álbum de originais, que tem edição prevista ainda para este ano. Prossegue assim num trajecto de escrita de Canções onde a palavra é cada vez mais o epicentro do trabalho. É desta cepa que são feitos alguns dos temas que tem marcado sucessivas gerações.
“Gisberta”, a peça, encenada e interpretada por Luis Lobianco, e com direção de Renato Carrera, está em cena no Teatro III no Centro Cultural Banco do Brasil, no Rio de Janeiro, conta a história de vida de Gisberta Salce Junior e tem merecido rasgados elogios da imprensa brasileira. No site da Globo escreveu-se: “‘Gisberta’ é grito capaz de acordar multidões”. 
A peça está em cena até ao dia 30 de abril, no Rio de Janeiro, sendo que também vai estrear em Lisboa e no Porto. O ator que ficou conhecido como um dos membros do coletivo Porta dos Fundos, realizou várias viagens a São Paulo e ao Porto para mergulhar na história de vida de Gisberta, tendo visitado e conhecido vários dos lugares por onde esta mulher passou e viveu.
Um “pungente libelo contra a transfobia”, nesta peça a canção composta por Pedro Abrunhosa acaba por ter um poder central, como é referido na crítica da Globo: “é elemento fundamental para proporcionar diversão e, nas entrelinhas das letras, denunciar gritos de dor na treva do preconceito que vitima seres humanos para quem o amor parece tão longe, como diz o verso final da balada que é de Gisberta e de todos os que saíram de cena ao longo dos anos, no Brasil e no mundo, por conta de crimes gerados pela transfobia. 

www.universalmusic.pt


Rão Kyao e "Aventuras da Alma" com edição prevista para dia 12 maio

 


Algures no Verão, em Portugal, numa aldeia – uma festa e uma banda com a sua típica sonoridade melódica e rítmica, baile com mandador e tudo...
Algo insólito acontece: Gnomos e duendes da floresta decidem penetrar na celebração. Abrem-se as portas para uma nova realidade e entramos no mundo das "Aventuras da Alma", com a visão que só a mesma nos pode proporcionar. Aí, voamos!

Ouvimos, surpreendidos, o canto do Lele, que segundo a tradição romena encarna o espírito feminino da Natureza - Por onde andávamos para nunca o termos ouvido?; Observamos a "Dança das Árvores" de uma maneira nova; Estivemos com Dáfnea - que a Alma grega antiga via como sendo a ninfa do Loureiro; Ouvimos as passadas do gigante mítico do Hindoísmo, Daítia e a sua coreografia; Entramos na "Floresta da Atlântida" (Afinal sempre existe!); Vimos Emére - criança que segundo o povo Iorubá consegue atravessar livremente deste mundo chamado real para o "outro" - embalada por uma canção; Escutamos os Bambus - que transformados em Flautas ganharam Alma - entoarem o seu cântico...
Muito passamos a ver quando abrimos os olhos da Alma – tudo graças ao insólito, aos Gnomos e aos Duendes e ao magnetismo de nos transportar para uma outra dimensão.

O Mundo nunca mais foi o mesmo. - É o que vos queremos transmitir com as "Aventuras da Alma", para que possam ver o que nós vemos.
Onde é que nós andávamos e como é que tudo isto acontecia debaixo dos nossos olhos?

Mais notícias brevemente!
1. Gnomos e duendes na festa lusa
Os gnomos e duendes “penetram” numa festa de uma aldeia portuguesa. Que som daí resulta? Com mandador e tudo…Baseado na Raga Shivranjani

2.Canto do Lele
Lele é, para a tradição romena, o Espírito feminino da Natureza.
Baseado na Raga Bilawal

3.Dança das árvores
É ver o seu ondulado, a sua dança quando o vento as embala com a sua força e subtileza.
Baseado na Raga Khamaj

4.Com Dáfnea
Dáfnea é uma Ninfa do Loureiro para a imaginação antiga Grega.
Baseado na Raga Kaushik Dwani

5.Passadas do Daitya
Daitya é uma figura mítica, um gigante no Hinduísmo.
Baseado na Raga Madhyamadi Sarang

6.Floresta da Atlântida
Onde estás Atlântida, que estás no nosso coração e nos voos da nossa imaginação?
Baseado na Raga Bairavi
  
7.Sete sóis
Dedicado ao grande Festival de Música Mediterrânica com o mesmo nome.
Baseado na Raga Kalingra

8.Na graça
Uma melodia que imaginamos graciosa…
Baseado na Raga Bilawal

9.Dança ritual do Zambeze
Lentamente nos aproximamos deste poderoso som vindo de uma dança ritual numa aldeia nas margens do Zambeze.
Baseado na Raga Natm Bairav

10. Embalando Emére
No povo Iorubá, Emére é uma criança que consegue atravessar o mundo real e o outro. Este é o seu canto de embalar.
Baseado na Raga Bilawal

11.Celebração das almas do bambú
O bambú, quando trabalhado para se transformar em flauta, ganha uma Alma. Este é o som do coro das várias flautas/almas.
Baseado na Raga Bilawal

12.Espírito de Aljezur
Rearranjámos esta melodia tradicional de Aljezur, no Algarve, como nos foi transmitida por Giacometti, o grande musicólogo.
Há tanta da nossa, portuguesa e não só, Alma neste tema tão simples e profundo.
Baseado na Raga Kirwani

John Lee Hooker - "Boogie woman"


Rolling Stones - "Ride em on Down"


Chuck Berry & Keith Richards - "Nadine*


Supernós - "Sintonize"


Carinae - "Abarcar"


David Gilmour - "I Can't breathe anymore"


Buckcherry - "All night long"


Projeto Rivera - "Cantar olá"


John Lee Hooker - "Crawlin' king snake"


Knockin' on heaven's door - Bob Dylan


Visitas

França

Portugal

Estados Unidos

Alemanha

Irlanda

Brasil

Espanha

Cazaquistão

Nigéria

Rússia